fbpx
Geral

Vacinação de adolescentes com a primeira dose já ultrapassou 90% do público estimado

Principal ferramenta no combate a Covid-19, a vacinação com a primeira dose já chegou a 90% dos adolescentes de 12 a 17 anos em Mato Grosso do Sul. Com imunização completa (duas doses) ultrapassou 70% para este público. Os dados constam no “Vacinômetro”.

Segundo o levantamento, já foram aplicadas 396.993 doses nos adolescentes, sendo 223.329 na primeira e 173.664 da segunda (dose). A imunização deste público começou em agosto do ano passado nos 79 municípios do Estado, com o devido apoio e cooperação da SES (Secretaria Estadual de Saúde).

Para ampliar a vacinação dos adolescentes foi adotada uma série de medidas pelo Governo do Estado, entre elas uma ação em conjunto entre as secretarias de Educação e Saúde, com a imunização de estudantes em unidades da Rede Estadual de Ensino. A mobilização em 82 postos ocorreu de 29 de novembro a 7 de dezembro.

Já em relação a população geral do Estado 87% já tomaram a primeira dose e 75% está com imunização completa. A vacinação das crianças de 5 a 11 anos chegou ao percentual de 46% (primeira dose), com as duas doses está em apenas 5%. Foram 157.197 doses aplicadas neste público.

Desde o início da imunização, em janeiro de 2021, Mato Grosso do Sul se destacou na aplicação da primeira e segunda dose, liderando por diversos meses o ranking nacional. A distribuição dos imunizantes também conta com logística eficiente. Nos primeiros meses as doses chegavam aos 79 municípios em menos de 12 horas, depois com a mudança no modelo, este tempo reduziu ainda mais, para até 6 horas.

O governador Reinaldo Azambuja sempre foi um defensor da vacinação, inclusive incentivando as prefeituras a promoverem “mutirões” nos municípios para ampliar a aplicação das doses. Ele tem como principal lema “vacina no braço e não na geladeira”.

Leonardo Rocha, Subcom
Foto: Saul Schramm/Arquivo

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/qNUy2
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo