fbpx
EsportesTempo

Santos brilha no segundo tempo, atropela Coritiba e avança na Copa do Brasil

Com uma grande atuação no segundo tempo, o Santos venceu o Coritiba por 3 a 0 na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, e se garantiu nas oitavas de final da Copa do Brasil. Passou com folga, revertendo a desvantagem da primeira partida sem dar a menor chance ao time paranaense.

O Santos precisava vencer. O Coritiba queria preservar a vantagem por 1 a 0 que havia conquistado no Couto Pereira. A consequência é que o time da casa atacou e o visitante defendeu. De certa forma, a partida foi semelhante ao primeiro jogo.

Só não foi totalmente igual, por um aspecto relevante. Apesar de ter bastante posse de bola – chegou a 70% em alguns momentos -, o Santos não conseguia concluir em grande quantidade. Foram 10 na etapa final, mas a rigor poucas com algum perigo real para Alex Muralha.

E a primeira conclusão só saiu aos 12 minutos, algo demorado pela característica da partida. Velázquez cabeceou por cima do gol após uma cobrança de escanteio. Léo Baptistão e Zanocelo também tiveram boas chances, e Marcos Leonardo chegou a marcar, mas o gol foi anulado corretamente por impedimento.

Já o Coritiba praticamente não atacou. Talvez sua jogada mais perigosa tenha sido um penetração de Matheus Alexandre pelo lado esquerdo da área santista. Mas seu chute foi travado pela zaga.

O segundo tempo começou diferente. Logo aos 2 minutos, após uma cobrança de falta, Velázquez chutou, Muralha defendeu parcialmente e Marcos Leonardo aproveitou o rebote.

Perdendo, o paraguaio Gustavo Morínigo fez três alterações no setor ofensivo do Coritiba.

Mas não teve nem tempo de ver se o time iria melhorar. Num belo ataque do Santos, Zanocelo deu um bolão para Lucas Pires que na lateral da área cruzou no segundo pau onde Madson, entrando livre como um flecha, cabeceou para fazer o segundo do Santos. Mais três minutos, e Rodrigo Fernandes acertou uma bomba da meia-lua e marcou o terceiro. O Santos estava nas oitavas.

Mesmo com a classificação garantida, o Santos continuou atrás no quarto gol, enquanto o Coritiba tentava ao menos diminuir. Sem força, os paranaenses a rigor não incomodaram João Paulo. Já os santistas, embora não tenham mais conseguido vencer Alex Muralha, não lamentaram o fato de não atingirem a goleada.

FICHA TÉCNICA

Santos 3 X 0 CORITIBA

SANTOS – João Paulo; Madson, Velázquez, Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández (Felipe Jonathan) Zanocelo (Camacho), Ricardo Goulart (Angulo) e Jhojan Julio (Sandry); Léo Baptistão (Rwan) e Marcos Leonardo. Técnico: Fabián Bustos.

CORITIBA – Alex Muralha; Guillermo (Adrían Martínez), Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Willian Farias, Andrey (Pablo Garcia), Robinho (Régis) e Matheus Alexandre; Alef Manga (Warley) e Clayton (Léo Gamalho). Técnico: Gustavo Morínigo.

GOLS – Marcos Leonardo, aos 2, Madson, aos 15, e Rodrigo Fernandes, aos 18 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Sávio Pereira Sampaio.

CARTÕES AMARELOS – Guilherme Biro, Guilhermo, Alex Muralha, Rodrigo Fernández, Régis, Adrían Martínez.

RENDA – R$ 339.262,50.

PÚBLICO – 13.692 presentes.

LOCAL – Vila Belmiro, Santos (SP).

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/RhKZ3
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo