fbpx
Capital

Réu por matar amigo com 18 facadas é condenado a 12 anos de prisão

Lucas Mariano, de 27 anos, foi julgado por homicídio de Alex Junior Luis, na região da Vila Marli, na Capital

Lucas Mariano sentado no banco dos réus nesta sexta-feira. (Foto: Henrique Kawaminami)

Lucas Mariano Barreto, de 27 anos, foi condenado a 12 anos de prisão pelo assassinato de Alex Junior Luis, 27, ocorrido em setembro de 2018, na região da Vila Marli, em Campo Grande. Em depoimento no Tribunal do Júri nesta sexta-feira (29), Lucas confessou o crime. “Eu poderia ter parado, mas não tive essa reação”, afirmou.

A defesa de Lucas tentou absolvição alegando legítima defesa, excesso culposo na legítima defesa e privilégio do domínio da violenta emoção, também pediu, caso houvesse a condenação, o afastamento da qualificadora.

O Conselho de Sentença acolheu parte dos pedidos, afastando a qualificadora de crueldade, o condenando a pena de 12 anos em regime fechado.

O caso – Lucas contou que morava junto com a vítima em terreno invadido na região da Vila Marli. Dias antes do crime, mandou Alex embora da casa. “Ele estava triste que tirei ele da casa, veio apontando a arma pra mim, virei e peguei a faca”, afirmou.

Alex foi morto a golpes de faca, tentou fugir e caiu no quintal de uma casa localizada no cruzamento das ruas do Rosário Congro com a Três Marias, no Bairro Bosque da Saúde, na região da Vila Marli.

Uma vizinha contou que a vítima morava com a avó. Alex tinha mais de dez passagens pela polícia pelos crimes de tráfico de drogas, furto, violência doméstica e receptação, conforme a PM. Ele respondia a dois processos por crimes de porte de arma e hediondos (relacionado a tráfico de drogas), de acordo com informação disponível no site do Tribunal de Justiça.

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/Gnw2G
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo