Mídias sociais e seus efeitos colaterais

Vivemos em uma era onde a tecnologia vem se tornando cada vez mais presente, costumo dizer que o digital é a rua mais movimentada do mundo e se você não estiver nela você estará andando pra trás, mas isso tem os prós e contras e ao mesmo tempo que ela é transformadora também pode te afetar de uma forma, na qual você não consegue sair do lugar.

A verdade é que o uso das mídias sociais pode sim chegar a criar sérias dependências com suas respectivas consequências: ansiedade, depressão, irritabilidade, isolamento, distanciamento da vida real e das relações familiares. Dentre as causas mais reconhecidas da dependência das mídias se encontra a baixa autoestima, perda do controle, a insatisfação pessoal e inclusive a falta de afeto e carência que muitas vezes os adolescentes tentam preencher com os famosos likes, comentários, reposts.

Os jovens os procuram quase compulsivamente experimentar a sensação de satisfação através da opnião alheia, mas como evitar isso, o que fazer para que mundo digital não te afete ao ponto de te prejudicar?

É preciso saber absorver aquilo que realmente agrega em sua vida, consumir conteúdos de pessoas que realmente são reais, afinal não existe nada perfeito. Se fala muito de saúde mental, devido a isso muitas pessoas acabam fazendo o famoso “Detox de mídias sociais” que é quando se tira um tempo pra cuidar de si, é ótimo, somos seres humanos, logo, errôneos e é preferível nos resguardar para que possamos viver uma vida com mais tranquilidade e sabedoria.

Não acreditar em tudo o que vê ou lê é muito importante, seja o que for que faça, pense sempre em você e não na aprovação ou opinião do próximo.

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/cLtT0
Sair da versão mobile