fbpx

Quatro anos após o parceiro de música, cantor Amambai morre aos 80 anos

Amambai fez dupla com Amambaí, que morreu em 2018. Os dois marcaram música sertaneja de MS

Morreu na manhã desta quarta-feira (4) o cantor Amambai, da dupla Amambai e Amambaí, que marcou a música sertaneja de Mato Grosso do Sul. A família não informou a causa do falecimento.

Em nota a pedido do filho , o amigo e cantor Castelo informou o falecimento. “É com profundo sentimento que comunicamos o falecimento do querido cantor Amambai.

Nos deixou nesta manhã e foi juntar-se aos companheiros de arte: Amambaí, Zé Corrêa e Dino Rocha. Que Deus em sua infinita bondade o receba no Reino da Glória”, disse.

Em 2018, Amambai se despediu do grande amigo e parceiro de música Amambaí, com quem cantou durante anos, encantando MS e países como Bolívia, Paraguai e Argentina, levando chamamé, polca paraguaia e guarânia.

Em 2016, Amambai, com nome de batismo Ermídio Umas, recebeu o Lado B em sua residência, para lembrar os tempos de glória da carreira da dupla, que tinha o som dançante da harpa, casado com o acordeon, como fórmula indispensável a cada apresentação.

Naquele ano, os dois já tinham seguido destinos diferentes, mas Amambai seguia cantando em restaurantes da cidade. Foram 50 anos de carreira ao lado do amigo, e cerca de 18 discos gravados.

Em sua última entrevista para o Lado B, ele destacou a força da fronteira para o sucesso vivido ao longo da vida. “Sempre cantamos em português, guarani e castelhano, foi a chance de conquistar as gerações e as pessoas gostam do nosso estilo e isso não mudo”, descreveu.

 Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui)

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/dNn0g
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desativar seu adblock para continuar!