fbpx
Interior

Preso por matar companheira a facadas disse à polícia que se defendeu

Dionísio Paes de Souza, 61 anos, chegou a tentar suícidio após matar Marcilene Pereira dos Santos, 49 anos

Perícia e policiais na casa da vítima, local onde ocorreu o crime. (Foto: MS Todo Dia) 
Perícia e policiais na casa da vítima, local onde ocorreu o crime. (Foto: MS Todo Dia)

Dionísio Paes de Souza, 61 anos, confessou ter matado Marcilene Pereira dos Santos, 49 anos, mas alega que se defendeu da vítima que tentou esfaqueá-lo primeiro, mas que não queria matá-la. O homem, que chegou a tentar suicídio após o crime, prestou depoimento nesta terça-feira (14).

O crime aconteceu na noite de segunda-feira (13), na casa onde o casal morava no Jardim Eldorado, em Costa Rica, cidade a 284 quilômetros de Campo Grande. À polícia, Dionísio contou que estava ingerindo bebidas alcoólicas com a vítima quando os dois começaram a discutir por volta da meia noite.

No depoimento, que o Campo Grande News teve acesso, Dionísio afirma que, após a discussão, juntou suas roupas e colocou dentro do carro que estava estacionado em frente a casa do casal e disse à mulher que iria embora.

Porém acabou voltando para a residência e, segundo ele, viu que Marcilene havia retirado o chip de seu aparelho celular, no entanto a mulher negou a acusação e os dois voltaram a discutir novamente. A mulher então, em posse de uma faca, foi em direção ao então companheiro.

Dionísio relata que no momento em que a mulher tentou acertá-lo, ele retirou a faca da mão dela e então desferiu dois golpes, no pescoço e no peito da vítima, mas que não queria mata-la e afirmou estar arrependido pelo crime, mas que apenas se defendeu das agressões.

Em depoimento, ele contou ainda que o relacionamento com a vítima era bastante conturbado. Segundo o autor, o casal estava junto há 9 meses e sempre que a mulher ingeria bebidas alcoólicas ficava agressiva e tentava agredi-lo com uma faca.

O caso –  A filha de Dionísio foi quem acionou a Polícia Militar, informando que o pai havia mandado uma mensagem por volta de meia-noite falando que teria feito uma besteira com sua companheira. Na mensagem, o homem afirmou Marcilene teria morrido e que ele iria acompanhá-la.

Quando a PM chegou no local, na Rua Américo Francisco dos Santos, encontrou Marcilene caída na porta do quarto já morta. A vítima foi atingida por duas facadas, uma no tórax e outra no pescoço.

 À polícia, o irmão de Dionísio disse que o autor poderia estar na casa que era de seu pai. Ele foi encontrado e informou ter tomado veneno, então foi levado ao hospital, onde foi feita lavagem estomacal. Dionísio recebeu alta às 10h30, passou exame de corpo delito e foi levado para a delegacia.

A vítima era natural de Dourados e morava há sete anos na cidade de Costa Rica.

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/FQMtN
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo