fbpx
Famosos

Por que famosos estão furando o isolamento social? – FAMOSANDO

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Por que famosos estão furando o isolamento social
Jéssika Alves, André Resende e Vladimir Brichta burlam orientações de autoridades. Fotos: AgNews

É comum que paparazzi flagrem famosos ‘burlando’ o isolamento social no Rio de Janeiro. Também é importante dizer, que, afinal, eles têm necessidades como todos os cidadãos comuns. Nem só de festas vivem os artistas e, diferentemente do que aconteceu com Gabriela Pugliesi, alguns realmente tentam respeitar as regras. Então, por que os famosos estão furando o isolamento social?

Nesta quarta-feira, 6, alguns fotógrafos clicaram Vladimir Britchta, Jéssika Alves, André Gonçalves e André Resende no Rio de Janeiro. Enquanto alguns faziam compras ou passeavam com o cachorro, outros praticavam exercícios físicos.

Foi o caso do marido de Isis Valverde, que foi clicado enquanto surfava na Barra da Tijuca, um dos locais com mais movimentação de pessoas na cidade. Além dele, Jessika Alves também saiu de casa, mas para fazer um cooper pelas ruas da zona sul.

Enquanto alguns famosos estão furando o isolamento social para praticar esportes, outros também precisar sair de suas casas para serviços essenciais.

Por outro lado, Vladimir Brichta deixou o isolamento social para sair com seu cãozinho e dar uma volta pelas ruas de São Conrado, uma medida mais essencial. Respeitando as regras, ele usava máscara ao longo de todo o passeio.

Ainda mais necessário, André Gonçalves foi ao supermercado fazer compras. O ator também usou máscara para entrar no local. Além disso, colocou um boné durante todo o percurso.

Lockdown

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou nesta quarta-feira, 6, que, a partir de quinta-feira, 7, às 5h, iniciará um bloqueio no Calçadão de Campo Grande, na Zona Oeste, para tentar frear a pandemia do coronavírus. Afinal, o bairro é o líder de denúncias de aglomeração e também o maior número de mortes na capital, 40. Enquanto isso, a cidade do Rio contabiliza 764 mortes e 8.577 diagnósticos da doença.

Portanto, Crivella usou o termo “lockdown parcial” para definir a medida necessária. Segundo ele, os apelos de conscientização para a população pelo isolamento social não surtiram o efeito desejado. O plano da administração municipal é colocar a Guarda Municipal nos calçadões para que não haja aglomeração de pessoas e impedir que lojas sejam abertas. A prefeitura indicou que guardas 24 horas por sete dias seguidos. O prazo poderá ser estendido.

A Fiocruz recomendou hoje, em ofício enviado ao Ministério Público do Rio de Janeiro, que o estado adote o lockdown para evitar a propagação do coronavírus. O Ministério Público deu prazo de um dia para o governo de Wilson Witzel responder à solicitação.

O Brasil já registrou 8.536 mortes pelo novo coronavírus em 71 dias desde a primeira confirmação. Com isso, já ultrapassmos a Bélgica (8.339 mortes) como o 6º país no ranking mundial de óbitos em decorrência da doença, segundo levantamento da Universidade John Hopkins.

Em 24 horas, o governo teve 615 registros atualizados de mortes por conta da covid-19, maior número registrado no período desde o início da pandemia. O recorde anterior tinha sido a marca anunciada ontem, quanto houve um registro de 600 óbitos no período. No total, o país alcançou 125.218 casos oficiais, com 10.503 casos de ontem para hoje.

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios