fbpx
Polícia

Polícia Militar Ambiental de Cassilândia autua infrator em R$ 5 mil por degradação de nascentes e matas ciliares de córrego |

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Campo Grande (MS) – Uma área de 1 hectare protegida de preservação permanente (APP) estava degradada pela falta de conservação do solo e era pisoteada por gado, bem como às margens de um córrego estava sendo assoreado e as nascentes prejudicadas e foi descoberta, quando Policiais Militares Ambientais de Cassilândia realizaram fiscalização em uma fazenda no município de Paranaíba hoje (20).

O proprietário da fazenda, residente em Três Lagoas, mantinha em sua fazenda, localizada a 40 km da cidade de Paranaíba, gado em uma área de nascentes e matas ciliares de um córrego que corta a propriedade, sendo que grande parte da vegetação também havia sido suprimida. Percebia-se total desprezo com a conservação do solo no local.

Nascente com vegetação suprimida.

As atividades foram interditadas na área e o proprietário rural foi notificado a retirar o gado e a recuperar a área degradada. O infrator (62) foi autuado administrativamente por danificar área considerada de preservação permanente (nascente e matas ciliares) e foi multado em R$ 5.000,00. Ele também responderá por crime ambiental e poderá pegar uma pena de detenção de um a três anos.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios