fbpx
Polícia

Polícia Militar Ambiental de Aquidauana autua quatro pescadores por pesca ilegal e apreende três barcos, três motores, pescado e petrechos proibidos

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Campo Grande (MS) – Policiais Militares Ambientais de Aquidauana realizam patrulhamento fluvial durante a operação Ictiofauna no rio Aquidauana e autuaram quatro pescadores por pesca ilegal ontem (11). Um eletricista foi abordado em uma embarcação na região do pesqueiro Toca da Onça, no município e foi detido por capturar pescado abaixo da medida permitida por lei. O infrator havia capturado um exemplar da espécie pacu e também pescava sem licença. Foram apreendidos o pescado, um barco, um motor de popa e um molinete com vara. O infrator (52), residente em Aquidauana, foi autuado administrativamente e multado em R$ 830,00.

Peixe apreendido.

Na mesma região, outro pescador (28), residente em Rio Brilhante, também foi detido por pesca predatória. Ele foi abordado em uma embarcação e havia capturado seis exemplares de peixes das espécies piau, pacu, piavuçu e jurupoca, pesando 6 kg. O pescador poderia capturar e abater como cota apenas um exemplar de peixe nativo e mais cinco exemplares de piranha. Dessa forma, ele só poderia ter abatido um exemplar, sendo essa atitude caracterizada como crime. Com o pescador foram apreendidos o pescado, um barco, um motor de popa e uma carretilha com vara. O infrator foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.120,00.

Ambos os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção.

Por último, dois pescadores foram autuados por pescarem sem licença ambiental. Eles pescavam embarcados também no rio Aquidauana, nas proximidades do pesqueiro Toca da Onça, a 10 km da cidade, e não tinham capturado nenhum pescado. Foram apreendidas duas carretilhas com varas, um barco e um motor de popa, com tanque. Os infratores, um mecânico (24), residente em Campo Grande e um motorista (28), residente em Anastácio, foram autuados administrativamente e multados em R$ 500,00 cada um. A pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se somente de infração administrativa.

Barco e petrechos de pesca apreendidos.

Petrechos ilegais retirados do rio

Durante a operação foram abordadas várias embarcações e todos os demais pescadores respeitavam a legislação. Também foram retirados 34 anzóis de galho que estavam armados no leito do rio. Os infratores que armaram os petrechos ilegais não foram localizados.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios