fbpx
Polícia

Polícia Militar Ambiental de Águas do Miranda prende e autua dois pescadores por capturar pescado abaixo da medida e acima da cota permitidas e apreende pescado e veículo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Campo Grande (MS) – Policiais Militares Ambientais do Grupamento do Distrito de Águas do Miranda, em Bonito, que trabalham na operação Ictiofauna prenderam ontem (11) no final da tarde, dois pescadores amadores por pesca predatória. Eles foram abordados no município de Bonito, nas proximidades de um pesqueiro à margem do rio Miranda, quando retornavam de uma pescaria ilegal naquele rio.

Em um veículo Fiat Strada em que estavam os pescadores foram encontrados 11 exemplares de peixes, pesando 10 kg, havendo um exemplar da espécie curimbatá abaixo da medida mínima de captura permitida pelas normas, o que é crime ambiental. Além disso, os pescadores poderiam capturar e abater como cota apenas um exemplar de peixe nativo cada um e mais cinco exemplares de piranha e não havia piranha entre os peixes, dessa forma, eles só poderiam estar transportando dois exemplares, sendo também a atitude caracterizada como crime. Foram apreendidos o pescado e do veículo.

Os infratores, um caixa de banco, residente em Campo Grande e um pecuarista de 59 anos, residente em Jaraguari, receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Bonito, juntamente com o material apreendido, onde eles foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção. Os infratores também foram autuados administrativamente e multados em R$ 900,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios