fbpx
destaquePolícia

Polícia Militar Ambiental autua dois paulistas e um paranaense por pesca ilegal no rio Paraná e Sucuriú e apreende petrechos proibidos à pesca | Polícia Militar de MS

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Campo Grande (MS) – Duas equipes de Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas realizaram fiscalização preventiva à pesca predatória no rio Paraná e Sucuriú ontem (26) no município e autuaram três pescadores amadores por pesca ilícito.

A equipe que trabalhava na região da Ilhéu Comprida no rio Paraná autuou dois paulistas, sendo um de 35 anos, residente em Taubaté (SP) e outro, residente em Castilho (SP) de 41 anos, que praticavam a pesca sem licença ambiental. Com eles foram apreendidas duas carretilhas. Pelo mesmo motivo, outra equipe que trabalhava no rio Sucuriú autuou um pescador amásio, residente em Curitiba (PR). Foi apreendida uma carretilha com vara utilizada na pescaria ilícito.

Os pescadores não tinham conquistado nenhum pescado ainda. Os policias efetuaram auto de infração administrativo e aplicaram multa no valor de R$ 500,00 contra cada autuado.

PETRECHOS ILEGAIS

Durante os trabalhos, as equipes também cortaram e retiraram dos rios 18 anzóis de galho e um espinhel com 30 anzóis (petrechos proibidos). Os proprietários dos petrechos ilegais não foram localizados.

ALERTA SOBRE A LICENÇA DE PESCA – A pesca sem licença não é violação ambiental, porém, a PMA alerta que é documento necessário para a pesca no Estado e sua falta caracteriza-se porquê infração administrativa, que prevê, além da multa mínima de R$ 300,00 até a máxima de R$ 10.000,00, a mortificação de embarcação, motor, resultado e material da pesca, muito porquê veículos utilizados.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios