fbpx
Polícia

Polícia Civil prende suspeitos de venderem drogas dentro de condomínio em Campo Grande – POLÍCIA CIVIL

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Campo Grande (MS): Policiais civis do Grupo de Operações e Investigações (GOI) prenderam nesta segunda-feira (16) dois homens, de 19 e 22 anos, suspeito de comercializarem entorpecentes em um condomínio, no bairro Jardim América, em Campo Grande.

A Polícia Civil recebeu denúncia anônima de que no condomínio residiam dois suspeitos de tráfico de tráfico de drogas, que promoviam festas diariamente e que e quando saiam de casa, geralmente havia algum veículo aguardando em frente a portaria, sendo que eles revezavam para atender essas pessoas que ficavam do lado de fora, situação que se repetia com mais frequência durante as madrugadas.

Diante das suspeitas, os agentes se deslocaram até o local. Já na portaria, após ter acesso aos nomes dos moradores desse apartamento, foi constatado através do sistema de consulta que um dos moradores havia um mandado de prisão em aberto. Um dos suspeitos franquiou a entrada dos policiais ao apartamento e informou que havia mais uma pessoa no local, dormindo em um dos quartos.

Ao ser abordado, o segundo suspeito forneceu nome falso, mas durante a entrevista acabou confessando sua verdadeira identidade, sendo constatado ser evadido do sistema prisional. No apartamento foram encontradas quantias de maconha, comprimidos de ecstasy e também haxixe. Além dos entorpecentes, foram apreendidos diversos apetrechos que indicavam comercialização de drogas como papel filme, papel alumínio, sacos contendo resquícios de maconha e dinheiro.
Os suspeitos foram encaminhados imediatamente até a Delegacia de Pronto Atendimento (Depac) Cepol, onde serão indiciados pelo crime de tráfico de drogas.

Texto: acadêmica Fernanda Müller

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios