fbpx
Polícia

PMA de Três Lagoas autua pecuarista em R$ 5 mil por degradação de área protegida de córrego por falta de conservação do solo e manter gado acessando a área de proteção

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Campo Grande (MS) – Depois de receber denúncias de degradação de áreas protegidas de um córrego em uma propriedade rural no município, Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas autuaram hoje (13) um pecuarista, por degradações ambientais em áreas de matas ciliares em sua fazenda.

Durante a vistoria foram verificadas degradações ambientais em áreas de matas ciliares de um córrego (Área de Preservação Permanente), que corta a fazenda pertencente ao autuado. Inicialmente verificou-se a falta de cuidados com a conservação do solo no local e ainda o gado acessava livremente à vegetação das áreas protegidas do curso d’água, inclusive, em uma parte brejosa de olhos d’água e o pisoteio estava causando degradações no solo, erosões do tipo ravinas, contribuindo com o assoreamento do córrego. O fazendeiro foi notificado a retirar o gado da área protegida.

Erosões causadas pela falta de conservação do solo, agravadas pelo pisoteio do gado.

O pecuarista (69), residente em Três Lagoas, foi autuado administrativamente e multado em R$ 5.000,00. O autuado também poderá responder por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente (APP). A pena é de um a três anos de detenção. O infrator foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios