fbpx

Para combater transporte ilegal de passageiros, Agems intensifica fiscalização

Agência de Regulação dá suporte em casos específicos de irregularidades durante as abordagens interestaduais

Equipe da Agems e da Polícia Militar durante fiscalização (Foto: Divulgação)

Para combater o transporte clandestino interestadual de passageiros, a Agems (Agência Estadual de Regulação de Serviço Públicos) está intensificando as fiscalizações nas rodovias de Mato Grosso do Sul em conjunto com a Assessoria Militar.

De acordo com a agência, o órgão não realiza fiscalizações em transportes interestaduais, mas é suporte em casos específicos.” Nesses casos, quando se verifica irregularidades durante as abordagens, os casos são encaminhados aos agentes da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres)”, esclareceu em nota a pasta.

Para o diretor-presidente da Agems, Carlos Alberto de Assis, as fiscalizações consolidadas e estratégicas “são ferramentas que fazem a diferença para combater o transporte clandestino em qualquer esfera, bem como o apoio da Assessoria Militar, que protege os servidores durante o trabalho”.

Fiscalizações – Em Aquidauana, a 141 km de Campo Grande, por exemplo, durante fiscalização de rotina quatro ônibus clandestinos foram encaminhados para a ANTT, transportando passageiros sem autorização.

Já em operação realizada em três cidades, Aquidauana, Terenos e Sidrolândia – 82 veículos foram abordados e checados, sendo dois notificados e apreendidos pela prática ilegal de transporte de passageiros.

Em uma das fiscalizações da Agems na Capital, houve ainda uma perseguição a um veículo Prisma. O condutor desobedeceu a ordem de parada da equipe e quase atropelou um dos fiscais. Policiais do 10º Batalhão da Polícia Militar fizeram o acompanhamento tático e conseguiram deter o motorista no Bairro Aero Rancho.  Ele foi encaminhado para  Delegacia de Polícia Civil

De acordo com o coronel Waldir Acosta, chefe da Assessoria Militar, o trabalho em conjunto com os fiscais da Agência tem sido eficaz na execução dos serviços.

“Temos feito o papel de Polícia Ostensiva, buscando dar segurança aos Agentes da AGEMS, bem como para a comunidade, durante as várias abordagens já realizadas em diversas missões em conjunto, com maior intensidade nas fiscalizações eventuais, as programadas e as de monitoramento”, disse o coronel.

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/QSm13
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desativar seu adblock para continuar!