fbpx
Polícia

Operação Hórus – Polícia Militar Ambiental de Costa Rica apreende cinco carretas com carga total de 176,29 m³ de madeira irregular e autua cinco empresas em R$ 54 mil

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Campo Grande (MS) – Durante fiscalização na rodovia MS 306 no município de Costa Rica, na região de divisa de Mato Grosso do Sul com Mato Grosso e Goiás, Policiais Militares Ambientais de Costa Rica, que trabalham na Operação Hórus, apreenderam cinco carretas advindas da Amazônia carregadas com madeira com documentação irregular ontem (8).

Dois problemas foram encontrados na documentação das cargas. O primeiro, os Policiais verificaram que o Documento de Origem Florestal (DOF) não constava o itinerário de deslocamento, o que torna sem valor o documento. Essa exigência no documento ambiental de transporte é obrigatória e sua falta constitui-se em crime e infração administrativa. A identificação do itinerário serve para evitar que se retirem madeiras ilegais de outros locais com o mesmo documento. O segundo, tratava-se de carga em excesso ao que constava na nota fiscal e no Documento de Origem Florestal (DOF).

Foram apreendidos: um veículo Scania com carreta acoplada, que fazia o percurso de onde carregara, da cidade de Nova Monte Verde (MT) para a cidade Indaiatuba (SP) e transportava 41,043 m³ de madeira e outro veículo também marca Scania, que fazia o mesmo percurso e transportava 32,308 m³ de madeira. As empresas proprietárias da madeira, ambas com domicílio jurídico em Monte Verde (MT), foram autuadas e multadas administrativamente respectivamente em R$ 12.600,00 e R$ 9.900,00.

Um caminhão marca Iveco que carregou na cidade de Alta Floresta (MT) e seguia para Indaiatuba (SP) transportava 26,068 m³ de madeira. Outro veículo marca Volvo, que também saíra de Alta Floresta e seguia para São Paulo (SP) transportava 32,25 m³. As empresas, ambas com domicílio jurídico em Alta Floresta, foram autuadas administrativamente respectivamente em R$ 8,100,00 e R$ 9.900,00.

Por último, um caminhão com carreta Bitrem que fora carregado em Novo Progresso (MT) e seguia para Atibaia (SP) também foi apreendido e a empresa, com domicílio jurídico em Novo Progresso, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 13.500,00.

Todos os veículos e cargas apreendidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Costa Rica, juntamente com os motoristas e os responsáveis pelas empresas responderão por crime ambiental e poderão pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato – TENENTE CORONEL EDNILSON PAULINO QUEIROZ) tel. – 3357-1500

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios