fbpx
Ciência e tecnologia

O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (17/03/2020)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O avanço do novo coronavírus está acontecendo tão rapidamente, com um número cada vez maior de casos da COVID-19 confirmados a todo instante, que está difícil acompanhar as notícias em tempo real. E se você, entusiasta da ciência e da astronomia, não tem conseguido ficar a par do noticiário como gostaria, chegou a hora de conferir mais um resumo do Canaltech com as principais notícias científicas dos últimos dias!

Dois anos e meio sem o vírus do HIV

Imagens: Divulgação

O segundo paciente a ser curado do vírus HIV na história da humanidade já está há mais de 30 meses sem sinais da infecção, mesmo depois de interromper as terapias antirretrovirais. O paciente mora em Londres, tem 40 anos, e não foi curado pelo tratamento medicamentoso tradicional contra o HIV: ele passou por um tratamento que, na verdade, combate o câncer de sangue, recebendo doações de células-tronco da medula óssea. Os doadores tinham um gene incomum que os protegia naturalmente contra o HIV.

A partir do transplante das células-tronco, o vírus não foi mais capaz de se replicar dentro do corpo do paciente, já que suas células imunes originais foram substituídas pelas dos doadores, que eram resistentes à infecção. Hoje, de acordo com os exames, não há infecção alguma por HIV em seu sangue, sêmen ou tecidos.

Chove ferro neste exoplaneta

Imagens: Divulgação
Eita ferro! (Imagem: ESO)

Aqui na Terra, falamos que está “chovendo canivetes” quando testemunhamos uma chuva daquelas torrenciais. Já no exoplaneta WASP-76b, quem falar que “está chovendo ferro” não está usando linguagem figurada — lá chove ferro de verdade.

O planeta fica a 640 anos-luz de distância e a composição de suas tempestades é de ferro líquido. Tais chuvas, no entanto, só acontecem em um dos hemisférios deste mundo, naquele onde é eternamente noite, sem receber luz de sua estrela anfitriã.

O fenômeno acontece porque o planeta está travado por maré, ou seja, ele tem um dos lados sempre voltado para a estrela de seu sistema e o outro lado fica sempre no escuro. No lado diurno, ele recebe milhares de vezes mais radiação do astro do que a Terra recebe do Sol, ficando tão quente que os metais, como o ferro, evaporam na atmosfera. Com o extremo contraste na temperatura entre os lados, surgem ventos fortes que trazem o vapor de ferro do lado ultraquente para o lado noturno e frio, onde a temperatura diminui de 2.400 graus Celsius para cerca de 1.500 °C.

Missão ExoMars adiada para 2022

Imagens: Divulgação
Rover Rosalind Franklin vai esperar mais uns anos pelo lançamento (Imagem: ESA)

O novo lançamento da missão ExoMars, fruto de parceria entre a agência espacial europeia (ESA) e a russa (Roscosmos), precisou ser adiado para entre agosto e outubro de 2022. Esta missão, que seria lançada agora na metade de 2020, levará a Marte o rover Rosalind Franklin, que procurará por sinais de vida antiga no Planeta Vermelho.

A equipe por trás do projeto, depois de considerar recomendações de inspetores europeus e russos, concluiu que será preciso mais tempo para realizar os testes necessários, garantindo o sucesso da missão. Recentemente, testes com o sistema de paraquedas do rover (essencial para que o veículo pouse em segurança) falharam.

Além disso, as últimas atividades da missão, antes do lançamento, estão comprometidas pela pandemia do novo coronavírus. Com os riscos de contaminação, os especialistas estão impedidos de realizar as viagens necessárias entre os países envolvidos.

Mais de cem pequenos mundos além de Netuno

Imagens: Divulgação
(Imagem: NASA, ESA, G. Bacon)

Plutão é o objeto trans-netuniano (TNO) mais famoso de todos, em meio a uma imensidão de outros pequenos corpos espaciais que ficam na região após a órbita de Netuno. Agora, juntam-se a ele pelo menos mais 139 objetos, que acabaram de ser descobertos por ali.

Usando dados do Dark Energy Survey (DES), equipado com uma poderosa câmera de 570 megapixels, os pesquisadores, enquanto buscavam por galáxias distantes e supernovas, acabaram se deparando com um conjunto de 7 bilhões de “pontos” nos confins do Sistema Solar. Removendo tudo o que representava estrelas, galáxias e supernovas conhecidas, eles eliminaram mais milhares de pontos que, na verdade, se tratavam de sistemas binários ou até mesmo de objetos trigêmeos. Depois, aplicaram um novo filtro para remover TNOs já conhecidos — resultando, então, na lista de 139 novos objetos confirmados.

Novo coronavírus avança rapidamente no Brasil

Imagens: Divulgação

A primeira morte causada pela COVID-19 no Brasil aconteceu nesta terça-feira (17), em São Paulo. O caso foi revelado pela Secretaria de Saúde do Estado, e o paciente de 62 anos não tinha histórico de viagens internacionais, mas sofria com diabetes e hipertensão — condições pré-existentes que aumentam a gravidade da infecção.

O Ministério da Saúde atualizou o número de casos do novo coronavírus no país e, segundo o boletim mais recente (até a publicação deste texto), atualmente o Brasil tem 291 casos confirmados. Outras 8.819 pessoas estão em acompanhamento com suspeita de infecção, enquanto 1.890 foram descartadas após resultado negativo em exames clínicos. Esses dados são atualizados a cada 24 horas pelas secretarias estaduais de saúde.

E, de acordo com o ministro Luiz Henrique Mandetta, é esperado que, a partir de agora, o número de óbitos em decorrência do novo coronavírus SARS-CoV-2 aumente progressivamente. Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro já apresentam transmissão comunitária, quando pessoas que não estiveram no exterior nos últimos 14 dias acabam sendo infectadas localmente. Uma vacina pode estar pronta já em abril, de acordo com cientistas chineses.



Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios