Aparecida do Taboado, Mato Grosso do Sul

Governo entrega Licença de Operação e Fibria inaugura Terminal Intermodal em MS

A Fibria inaugurou na sexta-feira (1°.12) seu Terminal Intermodal em Aparecida do Taboado, para levar a produção das duas unidades de Três Lagoas até o Porto de Santos via ferrovia. Durante a solenidade o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, entregou a Licença de Operação da unidade.

O terminal que integra os transportes rodoviário e ferroviário recebeu R$ 60 milhões em investimentos e tem capacidade para escoar 1,95 milhão de toneladas de celulose por ano, atendendo clientes da Ásia, Europa e Estados Unidos. Resultado do apoio do Governo do Estado, a unidade gerou 235 empregos diretos e indiretos entre construção e operação.

Jaime Verruck parabenizou a Fibria pelo modelo de negócio implantado no Estado e ressaltou que este é o exemplo desejado para o País, pois apesar da ajuda do Governo, o setor privado é a principal mola de desenvolvimento do Estado. Também ressaltou a importância que o setor florestal ocupa hoje em Mato Grosso do Sul.

“Floresta chegou e entrou efetivamente na cultura do Estado. Aprendemos a falar e a gostar, isso não vai parar aqui e vamos continuar avançando. Nós aprendemos a trabalhar com a celulose e vimos a economia mudar ao longo dos anos. Hoje não somos mais só soja e boi, no mínimo, também temos celulose”.

Desde a conclusão das obras em outubro, já passaram 90 mil toneladas de celulose em direção a São Paulo, mas a previsão é de que esse seja o volume transportado por mês a partir de agora. Em fevereiro a Fibria deve inaugurar o terminal para receber seus produtos em Santos e, com isso, o ciclo da celulose para exportação terá duração de 200 horas. 

O Intermodal reúne o que há de mais moderno em logística no mundo e inaugura após a empresa estudar 38 opções de rota. A celulose da Horizonte 1 e 2 será transportada em 21 locomotivas e 542 vagões, escoando toda a produção que faz de Três Lagoas a capital mundial da celulose.

O presidente da Fibria, Marcelo Castelli, disse que os anos de atuação em Mato Grosso do Sul têm sido surpreendentes e a produção segue em ótimo ritmo. “Chegamos em 2007 ao Estado, planejando a primeira fábrica que começou em 2009. Nesse período o desempenho foi tão positivo que nossos acionistas dobraram a capacidade de aposta, por gostarmos de estar aqui”.

Ainda durante a inauguração, Castelli anunciou a implantação do Programa de Gestão Pública para o município, que assim como foi feito em Três Lagoas, vai potencializar o desenvolvimento social e econômico de Aparecida do Taboado.

O prefeito José Robson Samara disse que a inauguração abre um novo tempo para o município, que intitulou a partir de agora de “capital da logística da celulose”. Ele ainda agradeceu ao apoio do Governo e setor privado em uma parceria que gera emprego e renda para a população local.

 

(*) Notícias MS

Send this to a friend