fbpx
destaque2Educação

Municípios da região do Pantanal recebem mais de11 mil exemplares da Coletânea MS Alfabetiza

A coletânea MS Alfabetiza (84 mil livros) será disponibilizada aos estudantes dos 1º e 2º anos do EF e o livro do professor (3.400) para os regentes das respectivas turmas, nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

A Secretaria de Estado de Educação (SED) realizou, na manhã desta sexta-feira (25.03), no plenário da UEMS – Unidade Universitária de Aquidauana, a entrega de 11.114 exemplares da Coletânea MS Alfabetiza, do Programa MS Alfabetiza – Todos pela Alfabetização da Criança, que tem adesão de 100% dos municípios de Mato Grosso do Sul.

O programa objetiva implementar uma política de melhoria da aprendizagem nos anos iniciais do Ensino Fundamental

A solenidade contou com a participação dos prefeitos, secretários municipais de educação e coordenadores municipais do Programa MS Alfabetiza dos municípios de Aquidauana, Anastácio, Bodoquena, Dois Irmãos do Buriti, Miranda, Corumbá, Ladário, Jardim, Bela Vista, Caracol, Guia Lopes da Laguna, Nioaque, Porto Murtinho e Bonito, atendidos pelas Coordenadorias Regionais de Educação de Aquidauana (CRE-1), Corumbá (CRE-3) e Jardim (CRE-7).

MS Alfabetiza

O Programa MS Alfabetiza foi lançado em outubro do ano passado, é uma parceria com Fundação Lemann, Instituto Natura, Bem Comum, Parceria pela Alfabetização em Regime de Colaboração (PARC), Assomasul, Undime e Fundação de Apoio e Desenvolvimento à Educação Básica de Mato Grosso do Sul.

Secretária de Estado de Educação Cecilia Motta enfatiza o regime de colaboração

Dentre os eixos do Programa está a oferta de Material Didático Complementar, que está sendo realizada neste mês de março a entrega para as secretarias municipais de educação. A coletânea MS Alfabetiza será disponibilizada aos estudantes dos 1º e 2º anos do Ensino Fundamental e o livro do professor para os regentes das respectivas turmasSerão distribuídos aproximadamente 84 mil livros para os estudantes da rede pública e 3.400 livros do professor.

Regime de Colaboração

Secretária de Estado de Educação Cecilia Motta, na abertura da solenidade mencionou a importância do programa “meu mestrado foi em políticas públicas para infância e acredito que é na base que nós nos desenvolvemos, lá na frente as janelas de oportunidades vão se fechando, mas na infância elas estão abertas, estamos na missão de lutar pela infância brasileira, com vitórias na inserção de ações na constituição, na LDB e hoje o MS alfabetiza é , nossa luta pela educação na primeira infância são de décadas, o produto está ai e o benefício será da criança e o desenvolvimento local será notório com este investimento na educação”, destaca secretária.

Reitor da UEMS Laércio Alves de Carvalho agradece empenho e parceria com a SED

Cecilia Motta lembrou a gratidão de poder trabalhar num programa que tem adesão de 100% dos municípios de Mato Grosso do Sul, sabemos do engajamento de todos, nosso MS é destaque nacional, com excelentes indicadores com relação aos outros estados, estamos na vanguarda em utilização de tecnologia nas aulas remotas, nossas ações são exemplos e inspiração para outros estados, sinal que estamos no caminho certo”.

A secretária de Estado de Educação mencionou também que o sucesso na alfabetização contribui para o desenvolvimento do estudante em todas as etapas da Educação Básica, “sempre defendi a bandeira municipalista, o governador Reinaldo Azambuja é municipalista, portanto é relevante o Regime de Colaboração entre Governo de MS e municípios, buscamos a implementação de uma política com foco na alfabetização das crianças até o 2º ano do Ensino Fundamental, acredito na política de estado, educação deve ser usada como arma de defesa e evolução, serão 757 escolas de MS impactadas nos anos iniciais”, finaliza.

Coordenadora Estadual do Programa MS Alfabetiza, Jucilene Ruiz

O reitor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Laércio Alves de Carvalho, agradeceu o empenho e parceria da Secretaria de Estado de Educação com a instituição, “ Nada melhor que trabalhar em parceria e quero agradecer a professora Cecilia, pois a UEMS nunca teve uma inserção tão grande em todas as áreas de educação, sabemos que é a sua bandeira e missão”, enfatiza Laércio.

De acordo com a coordenadora Estadual do Programa MS Alfabetiza, Jucilene Ruiz, o evento teve por objetivo promover momentos de reflexões sobre a implementação do Programa, “considerando o processo de alfabetização do nosso Estado e as ações educativas a serem desenvolvidas nas escolas, durante este ano letivo”.

Domínio da leitura e escrita

O Programa MS Alfabetiza – Todos pela Alfabetização da Criança – tem por finalidade o estabelecimento de condições necessárias para que os estudantes matriculados nas redes públicas sul-mato-grossenses adquiram o domínio das competências de leitura e escrita adequados à sua idade e ao seu nível de escolarização.

Sabe-se que o sucesso na alfabetização contribui para o desenvolvimento do estudante em todas as etapas da educação básica; diante disso, e considerando a relevância do Regime de Colaboração, esta Secretaria busca a implementação de uma política com foco na alfabetização das crianças até o 2º ano do Ensino Fundamental.

Para atingir esse objetivo, o Estado de Mato Grosso do Sul celebra a parceria com municípios sul-mato-grossenses, tendo como objetivo viabilizar e fomentar a colaboração entre a Rede Estadual e as redes municipais de ensino, por meio de ações conjuntas voltadas ao fortalecimento da aprendizagem e da melhoria dos indicadores educacionais dos estudantes matriculados nos dois primeiros anos do ensino fundamental.

Eixos

São 84 mil livros para os estudantes da rede pública e 3.400 livros do professor

O Programa MS Alfabetiza contempla os seguintes eixos: Formação continuada dos professores e gestores escolares; Avaliação externa e acompanhamento dos indicadores de aprendizagem; Fortalecimento da gestão escolar; Cooperação e incentivos entre estado e municípios; Oferta de material didático complementar.

Em suma, o programa objetiva implementar uma política de melhoria da aprendizagem nos anos iniciais do Ensino Fundamental, com ênfase na Alfabetização; fortalecer o Regime de Colaboração entre o Estado e os Municípios, no processo educacional; e criar soluções específicas de âmbito estadual e local.

Investimento

O Programa é responsável por investimentos em diversas frentes, tais como Aquisição de Livro Didático, premiações destinadas às escolas que obtiverem os melhores índices de alfabetização, contribuições financeiras às escolas com os menores índices de aprendizagem (denominadas “escolas apoiadas”), recursos para avaliações anuais pela SED e bolsas para Formação dos profissionais. Ao todo, está previsto um investimento de R$ 8,3 milhões para as ações de 2022.

Adersino Junior, SED

Fotos: Juarez Júnior

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/fuJiX
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo