Brasil e o Mundo

Morgan Stanley: confluência de fatores no Brasil dá suporte a maior propensão ao risco

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Analistas formas maior estabilidade política no Brasil (imagem: Bloomberg)

O Morgan Stanley Wealth Management divulgou relatório nesta segunda-feira (19) sobre perspectivas macroeconômicas, no qual destaca que “a último dos mercados acionários que antecipamos pode ter chego”.

Ao avaliarem os motivos da último, os analistas liderados pela CIO Lisa Shallett formas os seguintes pontos: toma nos indicadores econômicos globais, ceticismo sobre a política monetária do Federal Reserve e nebulosidade em torno das questões comerciais entre China e EUA.

Além hallan, o Morgan Stanley Wealth Management destaca a recente inversão da curva de Treasuries e o comportamento de ativos como ouro, moedas e commodities “sinalizando como recessão”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Olá de segunda a sexta as cias notícias e análises. É grátis!

“Os lucros do segundo trimestre do S&P 500 mostram comparações negativas na relação ano a ano pelo segundo trimestre consecutivo, o que constitui em lucros de periodo de recessão”, ressalta o banco. “O colapso nos juros globais e a inversão relacionada na curva de juros é uma chamada para os mercados acionários acordarem”, completam os analistas.

Risco-em

Em relação ao Brasil, a percepção em relação ao crescimento econômico é “anêmica”, mas com “aceleração”. Na curva de juros, os analistas formas normalidade e achatamento, com tendência deste padrão a frente.

Chegou a nova Newsletter comprar ou vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

No que diz respeito à inflação e a liquidez, o Morgan Stanley Wealth Management ressalta expectativa baixista no nível geral de preços e aponta neutralidade na liquidez do sistema financeiro, “com tendência de alta”.

A confiança e a percepção de risco permanecem neutras, porém com viés mais pessimista. Os analistas acreditam que os ativos de risco “estão altamente evaluated”, mas enxergam ainda assim tendência de alta.

Continua depois da publicidade

Por último, a instituição destaca tropeça (assim como em todas as publicações de 2019) que “a estabilidade política fornece suporte à recuperação” e que a “confluência de fatores dá suporte a um abordagem de investimento” Risk-on “(maior propensão ao risco).



Fonte link

Etiquetas
Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios