fbpx

Momento é de vacina e bom senso, destaca adjunta da saúde em live da Covid

Diante da redução nos indicadores da Covid em Mato Grosso do Sul, e da recente desobrigação do uso de máscaras, a secretária adjunta da Secretaria de Estado de Saúde, Christinne Maymone destacou que o momento é de vacina e bom senso. 

“A pandemia não acabou. Quem declara a transição da pandemia para epidemia é a Organização Mundial de Saúde (OMS) e quem observa o que está acontecendo nos 5 continentes é a OMS. O que fazemos neste momento em que se observa números mais baixos de casos, de hospitalizações e de óbitos? Nós continuamos observando a possibilidade ou não de novas variantes e continuamos com nossas medidas de prevenção”. 

Nesse contexto de manutenção das medidas preventivas como distanciamento, higiene das mãos e uso de máscaras ela recomendou que a população faça quatro questionamentos. “Qual o meu estado atual de saúde? Estou ou não vacinado? O lugar onde vou, estarei exposto ao risco? E como está a circulação viral e quais são as regras no município que estou?”. 

A assessora técnica de vigilância em saúde, Daniele Ahad, lembrou que as vacinas reduziram drasticamente as internações e os óbitos. “Estudos apontam que existe uma queda de produção anticorpos a partir do quarto mês. É por isso que a gente precisa focar na D3 e na D4. A gente faz um apelo a esse público para que procure uma unidade de saúde. O ato de se vacinar é um ato  individual e também coletivo”. 

Boletim Covid: internações por Covid seguem em queda 

O número de pessoas internadas pela Covid em Mato Grosso do Sul segue em redução. Nos últimos sete dias, as internações caíram de 95 para 63, registradas no boletim epidemiológico desta quarta-feira (23). Já no comparativo com o início do mês a redução é ainda maior, pois haviam 233 internações. Além dos hospitalizados, 25 em leitos clínicos e 38 em leitos de UTI, existem atualmente 3.476 casos positivos em isolamento domiciliar. 

A média de mortes pela doença também está em redução. Conforme os gráficos de média móvel dos últimos 21 dias, no início do mês a média estava em 13,3 e hoje indica 3. De ontem para hoje, foram confirmadas 5 novas mortes por Covid no Estado. Entre as vítimas, um bebê de 4 meses que residia em Cassilândia e um idoso de 80 anos com residência em Campo Grande. Os óbitos ocorreram entre os dias 19 a 21 de março.  

A taxa de ocupação global de leitos SUS/UTI adulto por macrorregião conta com 73% de ocupação na macro de Campo Grande, 54% na de Dourados, 53% em Corumbá e 24% em Três Lagoas. 

 

Nesta quarta-feira também foram confirmados 643 novos casos de Covid no Estado. Os municípios com mais casos confirmados são Campo Grande (215), Dourados (104), Sonora (61), Nova Alvorada do Sul (42) e Paranaíba (35). A média móvel de novos casos está em 822. Nos últimos 21 dias, essa média chegou a 1.463 no dia 3 de março. 

Enquanto isso, Mato Grosso do Sul segue avançando na aplicação das doses de vacina contra a Covid. De acordo com o Vacinômetro, 94,1% da população acima de 5 anos e grupos prioritários já receberam a dose única ou primeira dose do imunizante, enquanto 81,2% já receberam as duas doses da vacina. Em sequência, 39,9% fazem parte do público que já tomou a terceira dose, e 4,3% a quarta dose. 

Confira aqui o detalhamento do boletim epidemiológico Covid e Influenza.

Mireli Obando, Subcom

Foto: Edemir Rodrigues (arquivo)

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/xK7Oa
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desativar seu adblock para continuar!