fbpx
Política‎

“Minha política é de não aumentar imposto”, diz Bolsonaro sobre Cide

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que não aumentará impostos para salvar o setor sucroalcooleiro. Os produtores de cana-de-açúcar e usinas de álcool pediram a elevação da Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico (Cide) sobre a gasolina para dar competitividade ao etanol.

“Minha política é de não aumentar imposto”, disse a jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada. “Não acho justo agora aumentar a Cide para salvar o setor sucroalcooleiro. No momento em que estamos perdendo empregos, o pessoal com salários reduzidos por acordos, o governo federal, para salvar o ‘teu lado’, aumenta o imposto?”

 — Foto: Marcos Correa / Presidência da República — Foto: Marcos Correa / Presidência da República

— Foto: Marcos Correa / Presidência da República

Na semana passada, representantes do setor sucroalcooleiro davam como certa alta de R$ 0,10 para R$ 0,30 por litro do combustível, o que não ocorreu.

Bolsonaro confirmou que os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e da Agricultura, Tereza Cristina, são favoráveis ao aumento, mas que ele e Paulo Guedes, da Economia, são contra. “Não é dilema, é a situação que coloquei na mesa. Acho que não serei derrotado no meus argumentos”, afirmou sobre decisão de não elevar a contribuição.

O presidente disse ainda que uma das alternativas do setor, principalmente do Nordeste e em São Paulo, seria pedir o aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) aos governadores, mas recorrem ao governo federal para solicitar intervenção na Cide.

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios