Política‎

Kalil confirma pré-candidatura em BH e avalia: ‘estão fazendo política sobre cadáveres’

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em meio ao combate à pandemia da Covid-19, em Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) antecipou que é pré-candidato à reeleição para o comando da prefeitura da capital. O proclamação foi feito durante entrevista à Mundo News, na noite deste domingo (28).

O proclamação foi feito quando Kalil se posicionava sobre o provável protraimento das eleições para o dia 15 de novembro, medida já aprovada pelo Senado. De entendimento com o prefeito, as decisões devem ser tomadas com base na ciência. E enfatizou que “uma vez que candidato a reeleição, vou, por conformidade, admitir tranquilamente [o adiamento], desde que seja um ato científico”.

O prefeito antecipou, também, o número de mortes causadas pelo novo coronavírus, em Belo Horizonte. A cidade alcançou a marca de 129 óbitos. Segundo Kalil, o número é extraoficial, mas deve ser confirmado pelo boletim epidemiológico da capital na edição de segunda-feira (29).

Dizendo-se constrangido, o prefeito disse que o número é relativamente pequeno para uma cidade com quase três milhões de habitantes. E que é resultado de um protocolo da Secretaria Municipal de Saúde, com o base de três virologistas e do departamento de estatística da UFMG.

Kalil relatou que a flexibilização do isolamento social vivenciada em Belo Horizonte foi uma oportunidade. Consequência de a cidade ser a primeira capital a adotar o isolamento no país. O prefeito informou que a medida foi analisada pelos especialistas junto aos secretários de herdade e planejamento.

De entendimento com o patrão do executivo municipal, a perspectiva econômica foi um fator que pesou para a reabertura gradativa da cidade. Principalmente porque as pessoas estavam psicologicamente cansadas do isolamento e passando a violar a instrução de permanecer em moradia.

Kalil avaliou que a flexibilização não foi um erro, mas não foi aproveitada pela população. “Estamos em guerra. Guerra, a gente muda de estratégia. Se a gente tivesse a visão federalista e estadual, cá em Minas, que a gente estava em guerra, o resultado poderia ser outro”.

Alexandre Kalil sobre retorno ao isolamento: ‘Vamos ter o princípio da vida’

Alexandre Kalil sobre retorno ao isolamento: ‘Vamos ter o princípio da vida’

Para o prefeito, a medida adotada pelo município estava dentro de um protocolo fundamentado em definições técnicas.

“Abrimos quase 30 dias e os números pularam e os leitos apertaram, as UTIs apertaram, as UPAs já estão cheias. Chegamos à desenlace de que havia a urgência de voltar ao estágio zero”.

Para o mandatário de Belo Horizonte, o quantia repassado pelo Governo Federalista às pessoas em situação de vulnerabilidade econômica deve ser encarado uma vez que uma ajuda humanitária. Apesar de não comentar sobre quanto deveria ser o repasse, Kalil acredita que, se o país fosse ao encontro do que diz a ciência, os custos poderiam ser muito menores.

“Eu não vou falar que tem que dar século, duzentos ou milénio reais porque eu não conheço o tamanho do rombo do Governo Federalista. O que nós estamos resolvendo cá, é o seguinte: nós estamos em guerra e guerra é para fazer coisas excepcionais. Isso é muito simples para mim”, avaliou.

“Política sobre cadáveres”

Alexandre Kalil confessou que não existe outra estratégia sobre a reabertura de Belo Horizonte. Questionado sobre a possibilidade de restringir ainda mais o isolamento na cidade, foi enfático ao manifestar que as decisões com relação à pandemia estão amparadas em dados matemáticos, estatísticos e baseadas na ciência.

Para o prefeito, a decisão entre reabrir a capital na próxima sexta ou em 30 dias será definida de entendimento com os números e o comportamento da população. Definir uma data para isso é uma questão de astromância.

“Além do vírus, nós temos os políticos que são os parasitas do vírus. Estão fazendo política em cima de cadáveres”, concluiu.

Prefeito de Belo Horizonte sobre Covid-19: ‘É tão assassino como um ataque aéreo’

Prefeito de Belo Horizonte sobre Covid-19: ‘É tão criminoso uma vez que um ataque desatento’

Fonte

Etiquetas
Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios