fbpx
Polícia

índices de crimes em contexto de violência doméstica seguem tendência de queda que apresentavam desde o início do ano – POLÍCIA CIVIL

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com o fim do Agosto Lilás, mês marca a luta no combate à violência de gênero contra a mulher, a Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul comemora a manutenção dos índices decrescentes de crimes em contexto de violência doméstica e familiar já detectados desde o início do ano.

Os indicadores criminais referentes aos primeiros sete meses do ano de 2020 apontam para uma redução na taxa de criminalidade quando comparados com o mesmo período do ano anterior. A tendência de queda não se manifestou apenas no número de registros referentes a crimes contra a mulher, que caiu 8,2% em relação a 2019, mas também no números de homens flagrados cometendo crimes contra suas companheiras e ex companheiras, que caiu 6.3% entre os meses de janeiro e julho de 2020.

Os resultados estatísticos superaram as expectativas, negativas, de que a pandemia do novo coronavírus traria um efeito contrário. O confinamento social recomendado como medida sanitária à prevenção da Covid-19 preocupou os profissionais que atuam no combate à violência contra a mulher. Porém, ao contrário do que vem acontecendo em alguns estados, os dados relativos ao período pandêmico também são positivos.

 

O número de homicídios qualificados pelo feminicídio registrados entre o dia 15 de março – quando a OMS elevou o estado da contaminação pela covid-19 à pandemia – e 15 de agosto de 2020 sofreu uma queda de 6.7%, já o feminicídio tentado caiu em 44,4% em relação ao mesmo período do ano de 2019.

]Os trabalhos da Polícia Civil em combater este tipo de crime não param. O Estado exibe um dos melhores indicies nacionais na taxa de resolução de crimes. Nos casos de crimes dolosos contra mulheres em contexto de gênero, não é diferente. Ao todos, 100% dos casos de feminicídios ocorridos ao longo deste ano foram elucidados e seus responsáveis foram presos ou em flagrante ou preventivamente pela Polícia Civil.

Enquanto a população geral se preocupa com os perigos da rua, as mulheres correm risco dentro de suas próprias casas, de modo que diversos canais de denúncia estão sendo disponibilizados pelos órgãos públicos estaduais e nacionais no combate a este tipo de violência. Além do Disque 180 da Presidência da República e o 190 para casos emergenciais, a Polícia Civil disponibilizou uma plataforma da Delegacia Virtual para denúncias referentes a crimes de gênero contra a mulher.

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios