fbpx
Interior

Filho e sobrinho são suspeitos de executar pecuarista a tiros em fazenda

Interior

Crime ocorreu no domingo (06), mas só foi registrado nesta quarta-feira (08)

Por Adriano Fernandes | 09/06/2022 22:25

Fachada da 1ª Delegacia da Polícia Civil de Corumbá. (Foto: Diário Corumbaense)
Fachada da 1ª Delegacia da Polícia Civil de Corumbá. (Foto: Diário Corumbaense)

O pecuarista Homero Paes de Barros Androlage, de 66 anos, foi assassinado a tiros em uma fazenda localizada na região da Nhecolândia, no Pantanal de Corumbá, a mais de 428 quilômetros de Campo Grande. Três homens são suspeitos de envolvimento com o crime, entre eles, um sobrinho e o próprio filho da vítima.

O crime ocorreu por volta das 21h de domingo (01), mas o boletim de ocorrência sobre o caso só foi registrado no final desta quarta-feira (09) na 1ª DP (Delegacia de Polícia) de Corumbá, pelo outro filho do pecuarista, de 41 anos.

Foi ele quem indicou os nomes dos suspeitos. O homem também disse que uma mulher presenciou o crime, mas ela não foi levada à delegacia. Conforme o registro, a perícia esteve na propriedade e após fazer os levantamentos no local encaminhou o corpo para o IML (Instituto Médico de Odontologia Legal) de Corumbá.

No boletim policial, entretanto, não há mais detalhes sobre as circunstâncias do crime ou do possível paradeiro dos criminosos. A reportagem não conseguiu contato com a 1ª DP para apurar mais informações sobre o crime.

Nos siga no

Google Notícias

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/13hH5
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo