fbpx
Capital

Família esperava milagre, mas sepultou trabalhador nesta sexta

Fernando da Silva e Souza, 56, ficou três dias internado após sofrer acidente em local de trabalho

Velório de Fernando acontece na tarde desta sexta-feira (18). (Foto: Paulo Francis)
Velório de Fernando acontece na tarde desta sexta-feira (18). (Foto: Paulo Francis)

Mesmo com o estado de saúde em situação grave após sofrer acidente no local de trabalho, a família não perdeu as esperanças que Fernando da Silva e Souza, 56, conseguisse se recuperar, mas a morte foi confirmada na quinta-feira (17) e o velório está sendo realizado na tarde de hoje (18).

Era para ser apenas mais um dia de trabalho, assim como foi ao longo dos 10 anos em que prestou serviços para a empresa Radiant, mas a segunda-feira (14) ficará marcada para sempre na vida da esposa, com quem era casado há mais de 30 anos, os três filhos e três netos.

“Uma família despedaçada”, é como o advogado da família, Vinicius Pizetta, define o estado dos familiares.

“A família está em um estado de choque muito grande. Ele se manteve a vida toda trabalhando, não tinha problemas de saúde, jogava futebol. Foi uma tragédia, mas poderia ter sido evitada”, disse.

No velório, a tristeza pela perda repentina de Fernando estava estampada no semblante de aproximadamente 50 pessoas que compareceram ao local.

“Na delegacia, a esposa dele me disse que a família dela não merecia o que estava acontecendo. Ele era trabalhador, humilde, gente do bem”, lamentou Vinicius.

Ele era contratado pela empresa terceirizada Radiant, especializada em instalações de rede de internet fibra óptica, e estava prestando serviços na unidade do Fort que pegou fogo no último sábado.

Fernando caiu de uma altura de 5 metros enquanto fazia manutenção na parte elétrica do setor administrativo do supermercado e sofreu traumatismo craniano.

Ele foi socorrido por uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhado em estado grave para a Santa Casa, por volta das 17h30, e a família alegou que só soube do acidente às 19h30.

Em nota, o Fort relatou que o alvará de incêndio está em dia e que prestou atendimento imediato ao Fernando na segunda-feira.

O sepultamento será às 16h, no cemitério Parque de Campo Grande.

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/aH2MF
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo