fbpx
Interior

Ex-prefeito da fronteira tem prisão decretada por tráfico de drogas

Manuel Ramón Velázquez Marín foi prefeito de Zanja Pytã, povoado vizinho de Sanga Puitã (MS)

Manuel Ramón Velázquez Marín, ex-prefeito de Zanja Pytã, está foragido (Foto: Divulgação)

O político paraguaio Manuel Ramón Velázquez Marín teve a prisão decretada pela Justiça do país vizinho por ligação com o tráfico de drogas. Até o ano passado, Velázquez era prefeito de Zanja Pytã, cidade separada por uma rua de Sanga Puitã, distrito pertencente ao município de Ponta Porã e localizado nas margens da BR-463.

De acordo com o promotor de Justiça Celso René Morales, da unidade especializada de combate ao narcotráfico, a prisão foi decretada após recente apreensão de carga de maconha pertencente ao ex-prefeito. A droga foi localizada no bairro Defensores del Chaco, em Pedro Juan Caballero.

Em março deste ano, Manuel Velázquez foi preso com um fuzil calibre 7,62, uma pistola e munições. O armamento estava em sua caminhonete. Outros cinco homens também foram presos, durante abordagem Ruta 5, que liga Pedro Juan Caballero ao departamento de Concepción. O político ficou alguns dias preso e saiu da cadeia sob medidas cautelares.

Em fevereiro do ano passado, Manuel Velázquez Marín se envolveu em polêmica após a execução de Anselmo Medina, seu desafeto político. Pouco tempo antes de ser morto, Medina tinha feito live no Facebook acusando o então prefeito de atacar sua honra em programas de rádio e desafiou o político a divulgar a própria ficha criminal.

Velázquez afirmou preferir que o chamem de homossexual a acusá-lo pelo crime. “Podem dizer o que quiserem, inclusive que sou homossexual, mas não queiram me envolver num caso tão grave com este de atentar contra a vida de um ser humano”, afirmou o político em entrevista à mídia do Paraguai.

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/PiXtx
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo