fbpx
Educação

Estudantes da EE Carmelita Canale Rebuá realizam ações com enfoque na cultura indígena

Palestra com enfoque sobre “O preconceito com os indígenas”, onde foi tratado o respeito mútuo, faz parte do projeto : “Valorização da cultura Terena em Miranda”

Os estudantes de eletiva III, 6º ao 9º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Carmelita Canale Rebuá, de ensino em tempo integral, participaram de palestra com a temática  “O preconceito com os indígenas”, com a professora e vereadora Sibeli Faustino, onde dentro do tema foi tratado o respeito mútuo que deve existir, através do Programa “Escola da Autoria”, em Miranda.

Respeito mútuo foi temática da ação na unidade de Miranda

Respeito mútuo

A palestra faz parte das ações do Projeto: “Valorização da cultura Terena em Miranda”. De acordo com o professor de História Aguinaldo Acunha do Nascimento, “o maior objetivo é que os nossos alunos obtenham conhecimento cognitivo e hibrido sobre o tema proposto e tenham condições de interagir com os terenas, sendo: A cultura, a dança, agricultura, artesanato, e os medicamentos extraídos da fauna e flora Sul Mato Grossense. Esperamos no final desenvolver o respeito mutuo da cultura destacando que temos alunos das duas aldeias urbanas aqui de Miranda que estudam na escola Carmelita Canale Rebuá.

De acordo com a diretora Izamara Nunes Albuquerque em Miranda existe 8 aldeias, “inclusive duas delas estão ao lado da cidade sendo as aldeias Moreira e Passarinho. Quase todos os dias os índios das aldeias mais distantes se deslocam para o nosso município, eles vêm em busca de comprar alimentos, medicamentos e outros itens para a sua sobrevivência, além de trazer os seus produtos da agricultura terena e artesanatos que subsidiam o seu sustento e de sua família”.

Estudante realizando atividade com enfoque na cultura indígena

O projeto constatou que os “Brancos” e os índios convivem em harmonia, muitos índios trabalham formalmente no comércio e, na maior parte das vezes, informalmente como pedreiros, serventes, diaristas em casa de família, temos também aquele que vivem da agricultura e do artesanato.

“Quando buscamos informações desta rotina entre índios e brancos quase não encontramos muito conteúdo e por este motivo em reunião com a coordenação pedagógica, professores e alunos surgiu a ideia de se buscar o pouco conteúdo existente e incrementar o conhecimento adquirido no decorrer da nossa eletiva”, lembra coordenadora Andréia de Jesus Martins.

 Habilidades

O intuito do projeto “Valorização da cultura Terena em Miranda” é analisar os fundamentos da ética em diferentes culturas, tempos e espaços, identificando processos que contribuem para a formação de sujeitos éticos que valorizem a liberdade, a cooperação,

a autonomia, o empreendedorismo, a convivência democrática e a solidariedade.

O maior objetivo é que o estudante obtenha conhecimento cognitivo e hibrido sobre o tema proposto e tenha condições de interagir com os índios terenas, sendo, “a cultura, a dança, agricultura, artesanato, e os medicamentos extraídos da fauna e flora Sul Mato Grossense. Esperamos no final desenvolver o respeito mutuo da cultura destacando que temos alunos das duas aldeia urbanas aqui de Miranda”, finaliza professor Aguinaldo.

Adersino Junior, SED/MS

 

 

 

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/TeGhe
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo