Política‎

Em carta, governadores do Nordeste repudiam pronunciamento de Bolsonaro

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
(foto: Marcos Corr
(foto: Marcos Corra/PR)

Os governadores dos nove estados do Nordeste divulgaram uma quarta na tarde desta quarta-feira (25/3), na qual eles lamentam o comportamento do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia do novo coronavrus no pas. No comunicado, os polticos se mostraram insatisfeitos com “o posicionamento agressivo da Presidncia da Repblica” e pedem a “necessidade urgente de uma coordenao e cooperao nacional para proteger empregos e a sobrevivncia dos mais pobres”.

Os governadores de Maranho, Piau, Cear, Rio Grande do Norte, Paraba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe tambm alertam que “o momento vivido pelo Brasil gravssimo” e que “o coronavrus um adversrio a ser vencido com muito trabalho, bom senso e equilbrio”. A despeito do pronunciamento oficial de Bolsonaro em cadeia nacional na noite de tera-feira (24/3), quando ele disse que era preciso dar fim ao “confinamento em massa”, com a reabertura dos comrcios nos estados que estabeleceram quarentena obrigatria, os governadores nordestinos no atendero ao pleito presidencial

“Vamos continuar adotando medidas baseadas no que afirma a cincia segundo orientao de profissionais de sade, capacitados para lidar com a realidade atual”, escreveram. “Vamos manter as medidas preventivas gradualmente revistas de acordo com os registros informados pelos rgos oficiais de sade de cada regio”, acrescentaram os governadores.

Os polticos destacam, ainda, que o pas vive “um momento de guerra contra uma doena altamente contagiosa e com milhares de vtimas fatais”. Para os governadores, a “deciso prioritria” deve ser “a de cuidar da vida das pessoas”, mas eles reconhecem que no se pode esquecer “da responsabilidade de administrar a economia dos estados”. “Entendemos que cabe ao governo federal ao urgente voltada aos trabalhadores informais e autnomos”, analisaram. 

Para os governadores, Bolsonaro “deveria exercer o seu papel de liderana e a coalizo em nome do Brasil”. Eles tambm frisaram que “agresses e brigas no salvaro o pas”. “O Brasil precisa de responsabilidade e serenidade para encontrar solues equilibradas. um momento de unio, de se esquecer diferenas polticas e partidrias. Acirramentos s faro prejudicar a gesto da crise”, pontuaram os nordestinos.

Assinaram a carta Renan Filho (MDB-AL), Rui Costa (PT-BA), Camilo Santana (PT-CE), Flvio Dino (PC do B-MA), Joo Azevedo (PSB-PB), Paulo Cmara (PSB-PE), Wellington Dias (PT-PI), Belivaldo Chagas (PSD-SE) e Ftima Bezerra (PT-RN).

Fonte

Etiquetas
Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios