fbpx
Famosos

Dermatologista das famosas, Alessandra Fraga cria cosméticos personalizados

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ir na farmácia ou loja de cosméticos em busca de produtos de cuidados com o rosto, corpo e cabelo virou uma missão comum a muitas pessoas. Nas prateleiras físicas e on-line, a variedade de marcas, composição e funcionalidades impressiona. Com tantas sugestões à disposição, fica a dúvida: qual devo levar? A resposta é nenhum, segundo a dermatologista Alessandra Fraga. Com especialização na Harvard Medical School, a médica formula os cosméticos de acordo com as características particulares dos pacientes.

Na agenda concorrida de Alessandra estão nomes conhecidíssimos, como Marina Ruy Barbosa, Helena Bordon e Luma Costa. Atualmente, a dermatologista comanda a Aille Clinic, fixada no Jardim América, em São Paulo, além de integrar o corpo de profissionais do Hospital Israelita Albert Einstein. Em meio a tantos atendimentos, ela abriu uma brechinha para conceder entrevista à coluna Claudia Meireles sobre a potencialidade dos cosméticos personalizados.

Membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Alessandra passou a desenvolver cosméticos por ter dificuldade em encontrar no mercado um produto que considere ideal e, claro, recomende aos pacientes. Na avaliação da expert, os produtos de beleza à venda não apresentam alta concentração terapêutica, propriedade que classifica como primordial em uma composição:

“É muito difícil encontrar em produtos comerciais princípios ativos em alta concentração terapêutica. Quero um cosmético bem concentrado, com um veículo apropriado, textura leve, fragrância que não incomode, ou seja, volátil, para não brigar com o seu perfume. Todas essas características são muito importantes na elaboração da fórmula”, descreve Alessandra Fraga.

Dermatologista Alessandra Fraga
Alessandra tem especialização em Harvard, nos EUA, e na Itália

A especialista vê como um diferencial poder proporcionar aos pacientes o uso de fórmulas personalizadas. Ela garante que a rotina de cuidados, quando realizada com os princípios ativos corretos, impactam na saúde da cútis a longo prazo. “Uma rotina de skincare bem feita, com produtos concentrados, mudam positivamente a pele. Eu consigo modular os processos com os medicamentos tópicos que coloco nos cremes”, sustenta.

Queridinhos

Alessandra manipula todo tipo de cosmético a depender da necessidade clínica do paciente, voltados aos cuidados facial, corporal e capilar. Dos produtos elaborados para o rosto, o protetor solar lidera a demanda e, em seguida, séruns com a função de deixar a pele com vitalidade. “Sérum à base de ácido hialurônico e gotas que provocam glow em uma textura sérum são bastante requisitados, também interferem positivamente no viço da pele”, detalha.

Drops antipoluição integram as fórmulas de skincare elaboradas pela dermatologista. Ela cria produtos com os elementos por funcionar como uma blindagem contra agentes externos. Embora as fórmulas personalizadas conquistem pelo potencial integral, a dermatologista ressalta que seus pacientes (famosos ou não) apresentam pele, cabelo e corpo invejáveis por desfrutarem de um lema em comum: “Todos têm persistência, foco e disciplina. Isso constrói resultado”.

A influenciadora digital Helena Bordon publicou o passo a passo de sua rotina de skincare no Instagram e, na lista de produtos, havia o protetor solar manipulado pela dermatologista.

Pele brasileira

Acreditando que os produtos criados em solo tupiniquim não são tão eficazes, alguns brasileiros resolvem importar cosméticos. Alessandra é categórica em relação a atitude: “Não será ideal por uma questão de concentração de princípios ativos”. Segundo a médica, particularidades da pele brasileira não serão levadas em consideração em composições de origem asiática, europeia e norte-americana. Entre os elementos que causam impacto nos itens que devemos usar estão a mistura genética de múltiplos povos, a alta exposição à radiação solar e ambiente quente na maior parte do país.

A dermatologista explica que as peculiaridades brasileiras influenciam no aspecto da pele, por isso, opta por fórmulas primeiramente com potencial antioxidante. “Os raios solar provocam processos oxidativos e formação de radicais livres. Ambos, prejudicam a pele no seu espectro total desde o surgimento de manchas, rugas e envelhecimento precoce até o polo mais maligno da degeneração solar, quer dizer, o câncer de pele”, explica a especialista.

No currículo recheado da dermatologista, há também a especialização em oncologia cutânea na Itália. Na hora de personalizar as fórmulas, Alessandra usa componentes antioxidantes a fim de proteger a cútis dos sinais de envelhecimento e da degeneração decorrente da exposição ao sol. “O índice de ultravioleta no Brasil é alto, por isso, deve-se usar um bom protetor solar diariamente”, argumenta.

Dermatologista Alessandra Fraga
A médica cuida da beleza de atrizes e influencers

Os produtos desenvolvidos pela médica trazem, ainda, princípios para inibir as glândulas sebáceas, ativas principalmente por conta do calor. Um dos motivos dos brasileiros terem predisposição à pele acneica é o ambiente quente, esclarece a especialista da Aille Clinic. De acordo com Alessandra, deveria fazer parte da rotina de skincare de quem mora no país tropical hidratantes não comedogênicos, em outras palavras, responsáveis por não obstruir os poros, além de restabelecer os níveis de água da cútis.

Os homens também requisitam as fórmulas personalizadas de Alessandra. Ela faz os produtos com cuidado redobrado em razão das particularidades estéticas e hormonais masculinas. Pela presença da testosterona, eles tendem a ter mais glândulas sebáceas. Já no quesito cabelo, a dermatologista aconselha fazer um tratamento preventivo contra a queda o quanto antes: “Os homens perdem mais cabelo que as mulheres. Fazemos um trabalho preventivo com tópicos adequados também, como loções”.

Alessandra Fraga e Lavoisier
A médica com o maquiador das celebridades Lavoisier
“O corpo é o novo rosto”

Quando falava-se em tratamentos estéticos, de imediato, imaginava-se procedimentos faciais, porém, houve uma mudança de pensamento, principalmente, devido as mídias sociais, conforme verifica Alessandra Fraga. Para a membro titular da Academia Americana de Dermatologia (AAD), o “corpo é o novo rosto” e, por isso, ocorreu um aumento na procura por métodos mais eficientes.

Com o boom das redes sociais, a médica notou que os pacientes querem tratamentos com eficácia superior a de produtos específicos, por exemplo, cremes antiflacidez. “Com a maior exposição, é o grande momento dos tratamentos corporais com alta tecnologia e resultado satisfatório. Existem métodos para cuidar da maciez da pele, flacidez, celulite e redução de gordura localizada, todos não cirúrgicos nem invasivos. Agora, temos no Brasil até recurso para estimular de forma efetiva o tônus muscular”, alega.

Luma Costa e Alessandra Fraga
Luma sob os cuidados da dermatologista
Cabelo

Alessandra atende Helena Bordon e Marina Ruy Barbosa. As duas personalidades arrancam elogios pelas madeixas impecáveis. No entanto, ter um cabelo radiante depende de fatores, desde aspectos genéticos a agressões feitas por si mesmo nos fios, elenca a dermatologista. Fique atento às dicas da médica com especialização em Harvard:

1 – Hereditário: quantidade, densidade e tipo de cabelo são estabelecidos geneticamente, assim como as doenças que vão determinar a queda dos fios ao longo da vida. “Muito importante o dermatologista atentar-se ao seu histórico familiar e manifestações clínicas frequentes”, reforça Alessandra.

2 – Nutrição: o consumo de proteínas e vitaminas (frutas, verduras e legumes), de forma adequada, é um dos segredos para desfilar com belas madeixas. “Não vai ter cabelo bonito aquele paciente que só come farinha, como pão, massa e carboidrato. Muita atenção à nutrição. Vale procurar um profissional especializado, caso necessário. A gente é o que come e, consequentemente, a alimentação impacta no cabelo, pele e unha”, ressalta a médica.

Marina Ruy Barbosa, Alessandra Fraga e Luma Costa
As atrizes Marina Ruy Barbosa e Luca Costa com a dermatologista

3 – Cuidados gerais: optar sempre por xampu, condicionador e combo de hidratação apropriados ao tipo de cabelo.

4 – Agressões capilares: uma vez que a cutícula do fio foi danificada por descoloração ou calor de chapinha, secador e babyliss, não há como voltar ao normal, explica a dermatologista. Dá para repor a proteína perdida com tratamentos específicos, mesmo assim, o cabelo atual sempre será mais frágil e com maior ponto de quebra em relação natural. A médica instrui os pacientes a irem em cabeleireiros capacitados e com métodos de coloração delicados, pois os danos são permanentes.

 

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.



Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios