fbpx
Polícia

Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado realiza investimento em estrutura operacional

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O DRACCO – Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado inaugurou esta semana sua nova sede operacional. O imóvel é fruto da cooperação da Justiça Federal e Ministério Público Federal com a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, após o local ter sido sequestrado judicialmente quando da Operação “Status”, deflagrada pela Polícia Federal do MS em setembro de 2019.

Diante da perspectiva institucional de repressão qualificada e especializada à corrupção e ao crime organizado com a descapitalização das organizações criminosas e retorno aos cofres públicos dos proventos oriundo dos desvios de verba e do enriquecimento ilícito propiciado pela lavagem de dinheiro, o DRACCO teve a cessão de uso do imóvel situado à Rua Antônio Francisco Nantes, nº 330, bairro Jardim Seminário determinada pela Justiça Federal do MS.

Com efeito, a nova sede operacional, a atuação do DRACCO em operações aéreas e à repressão aos crimes aeronáuticos também teve ampliação operacional e estrutural com o uso de dois hangares localizados junto ao Aeroporto Teruel em Campo Grande.Imagens: Divulgação

A Polícia Civil esclarece que a modernização da sede operacional e ampliação da capacidade nominal da Seção de Operações Aéreas fazem parte do processo de adequação estrutural do Departamento à sua relevância social e ao desempenho de atividades de polícia judiciária civil especializadas.

Tais investimentos estruturais no combate à corrupção, ao crime organizado, aos crimes aeronáuticos e de lavagem de dinheiro derivam do empenho do Governo do Estado por meio da Delegacia-Geral da Polícia Civil e da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul.

DRACCO

O Departamento foi criado em 5 de agosto de 2020 através do Decreto nº 15.493, tendo dentre suas principais atribuições: – planejar, orientar, fiscalizar e executar as atividades relativas ao combate à corrupção e ao crime organizado; – promover ações permanentes para o combate e até mesmo prevenção ao crime organizado, à lavagem de dinheiro e à corrupção; buscando seu constante aperfeiçoamento e eficácia; promover o aprimoramento de mecanismos de combate à corrupção, à lavagem de dinheiro e ao crime organizado, para, efetivamente, devolver aos cofres públicos os recursos desviados; com a aplicação de instrumentos tecnológicos nos processos investigativos de combate à corrupção, lavagem de dinheiro e crime organizado e correlatos, por meio de inteligência financeira e de inteligência cibernética e telemática; coordenando investigações sistêmicas de atuação da Polícia Civil no combate as organizações criminosas e à corrupção e aos crimes de lavagem de dinheiro, bem como aos crimes a eles conexos ou de natureza especial, gerenciar o laboratório de tecnologia contra a lavagem de dinheiro e o laboratório de tecnologia cibernética e telemática; além de apurar infrações penais relacionadas à aeronaves e seus componentes, que desempenha de maneira pioneira por meio da operação Ícaro.

Imagens: DivulgaçãoVale lembrar que duas aeronaves já foram destinadas à Polícia Civil para operarem através da Seção de Operações Aéreas , um avião BARON 58 oriundo de apreensão criminal do DRACCO e da Polícia Federal derivada de apuração de crimes de atentado à segurança de vôo, narcotráfico, associação ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, com cautela judicial a cargo da Justiça Federal e avaliado em cerca de R$ 1.500.000,00 (um milhão e meio de reais) e uma cautela judicial a cargo da Justiça Estadual por intermédio do Poder Judiciário de Ribas do Rio Pardo de um helicóptero Robinson R44, avaliado em R$ 900.000,00 (novecentos mil reais) decorrente de apuração criminal do DRACCO em torno dos delitos de atentado à segurança de vôo, associação ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios