fbpx

Covid-19: Hong Kong não tem mais espaço em necrotérios e China se preocupa com aumento de casos

Em Hong Kong, a retomada da pandemia de Covid-19 traz cenas de um pesadelo que o mundo achava ter enterrado, em 2020, no começo da crise sanitária. Nesta quarta-feira (16), profissionais de saúde começaram a armazenar os corpos dos mortos pela covid-19 em contêineres refrigerados, devido à falta de espaço nos necrotérios, em razão do aumento acentuado de infecções atribuídas à variante ômicron.

A nova onda da Covid-19 em Hong Kong causou uma onda de mortes, especialmente entre a população idosa, que se recusou a se vacinar. Desde o surgimento da variante altamente contagiosa, há menos de três meses.

Muitos chineses manifestaram a sua indignação nas redes sociais, considerando que o atual surto de Covid-19 na China continental se deve à fraca resposta de Hong Kong ao coronavírus. A cidade não impôs um confinamento geral, apesar do forte aumento de infecções. Na China continental, pelo contrário, dezenas de milhões de pessoas estão confinadas.

Hong Kong anunciou que testará todos na cidade no próximo mês, e agora, a próxima etapa deve ser incentivar a vacinação.

Foto : Reprodução

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/8E9qU
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desativar seu adblock para continuar!