fbpx

Coqueiros cortados no Carandá obstruem calçada e ferem crianças de escola

Moradora relatou caso hoje à reportagem e vizinhos e pais de alunos quiseram mostrar o outro lado

Foto mostra as plantas obstruindo a passagem da calçada. (Foto: Direto das Ruas)

Depois que moradora do Carandá Bosque relatou ao Campo Grande News corte de dois coqueiros em frente à sua casa sem seu consentimento, envolvidos no caso que também não quiseram se expor, disseram que cortaram parte das plantas porque ela obstrui a calçada, além de ferir pais e crianças que frequentam a escola localizada ao lado da residência.

O corte das folhas dos coqueiros ocorreu na segunda-feira, conforme imagens de câmera de segurança da moradora. Vizinhos e pais de alunos do colégio procuraram a reportagem para relatar a razão do corte. Um deles disse que as folhas das plantas ferem quem passa por ali já que têm alguns espinhos e folíolos finos que acabam riscando as pessoas.

“Ontem, ela (moradora) destratou uma funcionária da escola. O problema ali já tem um ano, desde que a escola se instalou e ela não está insatisfeita com a escola ali”, contou um leitor. Segundo ele, o trânsito no local fica realmente difícil em alguns horários e ontem, funcionária desceu do carro em frente à casa da  moradora, o que a fez ofendê-la e começar a gritar em frente ao estabelecimento.

“O Uber ontem parou em frente à casa dela para desembarcar uma funcionária e a mulher então pegou os galhos das árvores que já estavam no lixo e jogou em frente à escola. Ainda gritou e humilhou a funcionária, chamando-a de imbecil e demente. A moça vai até registrar boletim de ocorrência. Tiveram várias testemunhas”, relatou.

Antes do corte das folhas serem feitos, vizinhos e pais falaram com a moradora, mas sem sucesso. O caminho então foi procurar a prefeitura, cujo registro de pedido de poda foi feito em 7 de abril. “A denúncia, registrada no protocolo 669861 deu 15 dias úteis para notificação e providências do  autuado, mas o prazo expirou e nada resolvido”, disse o leitor, que emendou que “crianças e pais de alunos foram machucados por estas plantas”.

Outra leitora, sobre o mesmo caso, também procurou o Campo Grande News, afirmou que “a planta é das pontas afiadas e arranha quem passa na calçada. O filho desse senhor das imagens se feriu na planta. Tem várias denúncias na prefeitura sobre obstrução de passagem, e ninguém toma providência”, lamentou.

Por fim, disse que presenciou o destrato à funcionária e que foi a própria moradora quem jogou as folhas cortadas em terreno baldio em frente à sua casa.

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/5FJQm
Mostre mais

Artigos relacionados

Veja também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desativar seu adblock para continuar!