fbpx

Casal de jovens foi incinerado ao ir comprar droga no território do tráfico

Interior

Eva Mariza Sosa Campuzano e Rafael Ramon Maidana eram de Presidente Franco, no Alto Paraná

Por Adriano Fernandes e Helio de Freitas | 03/05/2022 23:26

Veículo foi completamente destruído pelas chamas. (Foto: Direto das Ruas)

Foram identificados como Eva Mariza Sosa Campuzano e Rafael Ramon Maidana, ambos de 21 anos, os corpos incinerados em um veículo que foi localizado nesta terça-feira (03) em uma estrada de terra na Colônia Tacuaremboy, a 25 km de Paranhos, em Mato Grosso do Sul.

Eva e Rafael moravam em Presidente Franco, no Alto Paraná e teriam ido até a fronteira comprar drogas. Conforme apurado pela reportagem eles teriam sido vítimas do golpe conhecido como “3 em 1”, que é quando um usuário compra certa quantia de drogas e é assassinado em seguida pelo traficante.

Um outro casal de estudantes de medicina brasileiro, também teria acompanhado as vítimas até a região de fronteira. Entretanto, eles ficaram hospedados em um hotel enquanto os amigos saíram para buscar as drogas e acabaram sendo executados.

O caso – O Toyota Premio totalmente incinerado foi localizado por moradores por volta de meio-dia de hoje (2). O local onde os corpos foram queimados fica em área dominada por traficantes que cultivam maconha na Reserva Ambiental Mbaracayu, de 45 mil hectares.

Os corpos ficaram totalmente queimados. É possível ver apenas os ossos sobre os bancos incinerados. Com as mortes de hoje, chega a quatro o número de pessoas assassinadas naquela região da linha internacional entre o Paraguai e Mato Grosso do Sul.

Nos siga no

Google Notícias

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/3tma1
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desativar seu adblock para continuar!