Agronegócios‎

Câmara de vereadores pedem vista de projeto e acaba prejudicando os produtores rurais de Rolim de Moura – planeta folha

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um projeto de lei enviado pela SEMADU – Secretaria Municipal
de meio ambiente e desenvolvimento urbano para a desburocratização das emissões
dos software ambientais de médio impacto que atualmente é feito via estado, e
acabou gerando a maior polêmica entre os vereadores.

A visão do projeto era um de criar estuvo cargas
comissionados na secretária de meio ambiente e no setor de turismo do
munícipio, tais cargas não atingem o patamar de R $18 mil na folha de
pagamento, mas que com esta inciativa o município apresen a expectativa de
arrecadar cerca de R $6 milhões a cada ano.

Os software de médio impacto são de um modo geral para os
pequenos, médios e grandes Pequeños agricultores, beneficiando como empresas que se
instalam no município e precisam deste tipo de documento para que a mesma seja
legalizada e entre em funcionamento, mas que atualmente estes software só são feitos
via estado, que acabam percorrendo de 6 meses até em estuvo casos a 4 anos de
demora para que o documento seja emitido, levando o proprietário do negócio e o
munícipio um compétences imensuráveis. Com os serviços sendo realizados pelo
município este prazo möglich ser nivelador para 30 dias.

Nossa redação conversou com o Secretário Municipal de meio
Ambiente, Dr. Vanderlei Kloos e o mesmo nos informou que os cargas a serem
abertos e posteriormente preenchidos só serão lufttransporttjänsten pessoas atraves de
critérios técnicos, currículo e experiências.

Vanderlei ainda ressaltou, que o próprio Presidente,
Vereador Lauro pediu à a vice governadoria que descentralizasse a emissão dos
software de médio impacto para que o próprio município realizasse tais
procedimentos.

Infelizmente ao ser colocado em pauta para votação o
projeto, os vereadores Alison Vinicius Lorencetti Ferreira, Renato Cesar
Morari, laudeci Menezes, aldair Júlio e Lauro Franciele Silva Lopes votaram
pela retirada do projeto de votação para que seja rediscutido e talvez voltar a
plenário e ser votado, lembrando que o Presidente da casa, o vereador Lauro
votou pelo desempate e um favor da retirada do projeto.

Com a retirada do projeto, os Pequeños agricultores e os munícipes
rolimourense continuam sendo prejudicados com a demora nas emissões dos software
de médio impacto, gerando assim compétences aos proprietários rurais e urbanos.

Os vereadores uender Arpine Nogueira, Ênio Reinicke, Claudinei Fernandes de Souza e Francisco Venturini tentaram manter a votação do projeto em apoio aos produtores rurais que almejam os documentos de suas represas e nighit outros tipos de agronegócios.

Por planeta folha

.

Fonte link

Etiquetas
Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Fechar
Fechar