Brasil

Desafio Água premia soluções inovadoras e sustentáveis

Duas soluções inovadoras foram as vencedoras do ‘Camp de Ecoinovação: Desafio Água’: Aqualuz (categoria ideias) e Eco Panplas (categoria startup). A premiação aconteceu nesta quarta (21), no 8º Fórum Mundial da Água. O Camp de Ecoinovação foi idealizado pelo Sebrae e ONU Meio Ambiente, com o apoio do Green Nation.

O Aqualuz é um equipamento que trata água de cisterna usando radiação solar e um filtro de fibras biodegradáveis acompanhado por um sistema de monitoramento de qualidade em tempo real. A idealizadora do produto, Anna Luiza Beserra, explica que o Aqualuz tem vários diferenciais, pois proporciona o tratamento da água da cisterna por um baixo investimento e longa usabilidade. O Aqualuz tem 15 anos de vida útil, pode tratar até 28 litros de água por dia e custa de R$ 300 reais. “Além do usuário não precisar trocar filtro, comprar cloro ou ferver a água, o custo é baixíssimo. Se fizer as contas, a cada 10 litros de água tratada a pessoa só paga 1 centavo”.

Já o empreendedor Fabian Cattaneo venceu na categoria startup com o Panplas que é um processo de reciclagem, sem utilizar água, das embalagens plásticas contaminadas com óleo lubrificante, óleo vegetal, tintas e outros produtos químicos. O procedimento usa um solvente orgânico e uma série de processos mecânicos, que recupera o plástico, óleo e o rótulo. Ou seja, 100% de reciclagem. “Não geramos nenhum tipo de resíduo e tudo é vendido. O diferencial é que não cria nenhum impacto na natureza e gera lucro”, afirmou.

Para o especialista em sustentabilidade do Sebrae, Alexandre Ambrosini, foi um momento muito rico de compartilhamento de conhecimento, no qual as equipes trouxeram soluções inovadoras para a questão hídrica. “A nossa expectativa é fortalecer a solução de cada um que esteve aqui, dando mais consistência e profissionalismo aos projetos, e ao mesmo tempo proporcionar acesso ao mercado e a ampliação da rede de contatos. Foi isso que buscamos fornecer nesses dias aqui no Camp”.

E os vendedores do Desafio saíram cheios de ideias e expectativas.  Para eles, as dicas e informações recebidas durante as mentorias e palestras foram fundamentais para formatarem melhor os projetos. “A expectativa agora é conseguir mais visibilidade e novas parcerias”, afirmou ao final Cattaneo.

Elisa Dettone, da ONU Meio Ambiente, ressaltou a importância da parceria com o Sebrae. Segundo ela, há muito a ser explorado no mercado de pequenos negóciso. “ A ONU acredita na ecoinovação e quer multiplicar esse modelo. Queremos, cada vez mais, fazer Camps para multiplicar essa tecnologia, esse modelo de negócio e trazer a sustentabilidade como um processo interno dentro das empresas”.

Sobre o ‘Camp de Ecoinovação: Desafio Água’

Participaram do Desafio Água dez equipes de startups, em estágio de operação ou tração, e dez equipes de ideias, compostas por empreendedores com propostas inovadoras que ainda não tenham sido comercialmente exploradas. Os projetos vencedores foram premiados com gadgets, mentorias exclusivas com especialistas e investidores e credenciais para participação em eventos de representatividade do segmento.

Sete estados do país participaram com as startups, enquanto oito cidades do Brasil foram representadas por ideias inovadoras relacionadas ao desafio da água. Todos os integrantes do Camp receberam mentorias gratuitas durante a competição, além da expansão da sua rede de contatos e da divulgação de seus projetos para um público especializado.

A meta do Sebrae com o Camp foi unir os pequenos negócios e fomentar ideias que gerem impacto social por meio da inovação de forma sustentável, criando um cenário propício para surgir negócios que ofereçam soluções ecoinovadoras, sem perder competitividade no mercado.

(*)Assessoria de Imprensa Sebrae

Tags
Mostrar mais
Close
Close

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios