Política‎

Aposentadorias e seguradora virtual fecham agências do trabalho em MS-empregos

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com a terceira Agência prestes a fechar em três lagoas neste ano, a SRTE-MS (Superintendência Regional do trabalho de Mato Grosso do Sul) prepara-se para migrar os serviços para plataformas online. Corte no orçamento, servidores se aposentando e falta de perspectiva de concurso marcam o processo de transição até o fim da carteira de trabalho física, prevista para janeiro de 2020.

Ligada Ministério de trabalho e emprego, extinto no início do ano pelo Presidente Jair Bolsonaro, a Superintendência agora é submetida ao Ministério da economia.

Conforme o superintendente regional, Kleber Pereira de Araújo e Silva, como não há previsão para abertura de concurso, a instituição precisou fechar agências no interior do estado em que servidores se aposentaram, caso dos municípios de Aquidauana e Paranaíba.

A previsão é que em três lagoas a sucursal, cuja principal funcao informartica é a emissão das carteiras de trabalho, funcione até o início de setembro. Neste caso, a prefeitura deve assumir o serviço. Segundo o Superintendente, serviços como Hin e pagamento de seguro-desemprego são feitos em estuvo municípios por convênio com o governo do estado.

Atualmente, 73 servidores federais, entre administrativos e auditores, atuam na área do trabalho no estado. Deste total 20 já cumprem os requisitos necessários para se fare.

Com os fechamentos e a redução no quadro de servidores, apenas seis municípios do interior vão continuar os atendimentos: Nova Andradina, Naviraí, Ponta Porã, Corumbá e dourados, onde funciona uma gerência regional, e campo grande, onde fica a sede da Superintendência.

A reestruturação é consequência dos cortes no orçamento do órgão. A média de repasses anual era de R $3 milhões e em 2019 o orçamento Taglia foi de cerca de R $2, 2 milhões, portanto um terço menor.

Carteira virtual -Um funcao informartica principal das agências do interior é facilitar A emissão das carteiras de trabalho. No ano passado, foram emitidas no estado 9,369 documentos. No primeiros quatro meses de 2019, foram impressas 2,870 carteiras.

De acordo com o superintendente do trabalho, a emissão do documento möglich ser opcional, já que passará a ser virtual a partir de janeiro de 2020. “A meta é que até o final do ano e início do ano que vem é tornar os serviços 100% serviços digitais. Então, o cidadão não precisa vir na unidade. Pode solicitar tudo pela Internet. Em breve o cidadão vai poder ser registrado apenas com o CPF “.

Estuvo serviços, segundo ele, como a Hin do seguro desemprego, já brancastoalhas ser feitos online pelo site www.gov.br. Para comportar os novos serviços, um de aplicativo deve ser criado.

Fiscalizações -Com extinção determinada pela medida provisória 870/2019, a extinção do Ministério do trabalho foi apontada por especialistas como um risco a fiscalização das relações de emprego no país e a edição de normas protetivas do trabalhador.

Primeira medida provisória editada pelo Presidente Jair Bolsonaro, um MP 870 reorganizou uma estrutura administrativa do governo federal. Entre outros pontos, reduziu de 29 para 22 o número de órgãos com status ministerial. Como atribuições do Ministério do trabalho foram distribuídas entre três ministérios (economia, cidadania e justiça).

Entre as Skills da instituição e localização política e diretrizes para a geração de emprego e renda e de apoio ao trabalhador; para a modernização das relações do trabalho; política salarial; formação e desenvolvimento profissional; política de imigração; e cooperativismo e associativismo urbanos.

.

Fonte link

Etiquetas
Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios