fbpx
Geral

Após morte de morador de imóvel, 30 gatos são abandonados

Vizinhos contam que irmã do antigo morador disse não ter condições de ficar com os gatos

Após morte de dono, gatos são alimentados por moradores da região. (Foto: Direto das Ruas)
Após morte de dono, gatos são alimentados por moradores da região. (Foto: Direto das Ruas)

Pelo menos 30 gatos foram abandonados em imóvel no bairro Coophasul, em Campo Grande. Segundo moradores próximos, isso teria acontecido depois da morte do tutor, há cerca de 15 dias. A vizinhança tem se revezado para limpar a área e alimentar os animais.

Os gatos ficam perambulando perto do imóvel, atravessando a grade e andando pela calçada, na rua Domingos Giovani de Salve.

Uma das vizinhas, professora de 47 anos, disse ao Campo Grande News, o vizinho era bastante conhecido no bairro. Na casa vivia o homem, a mãe idosa e cerca de 30 gatos. Com a morte do morador a família foi até o local, buscou a idosa e deixou os gatos para trás.

“Outros moradores contam que uma das irmãs dele disse que iria deixar os animais porque depois eles iriam embora. Os gatos sempre foram bem cuidados, por isso os moradores nunca reclamaram, mas agora o cheiro que fica é insuportável”, contou a professora.

A vizinha ainda conta que há duas gatas que estão prenhas e outros dois que já foram atropelados. Até o momento nenhum dos animais foi adotado ainda.

Tentando solucionar o problema, os moradores entraram em contato com o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), mas a resposta é que não poderiam fazer o recolhimento desses animais. Também entrou em contato com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), mas foi informada que não há um órgão responsável por isso, sendo orientada a procurar a Decat.

A reportagem procurou a Sesau e o CCZ, mas não obteve resposta até o momento. Ainda encaminhou a denúncia para a Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista).

Em respostas anteriores, a Decat informou que, em casos de abandono de animal ou maus-tratos, as testemunhas devem procurar a Polícia Civil para denúncia, de preferência, a delegacia especializada.

Após a denúncia ser feita, é realizada fiscalização para apurar o caso. Uma vez que constatado abandono ou maus-tratos, o ato é considerado crime ambiental e o autor pode sofrer penalidade de 2 a 5 de reclusão, podendo, em alguns casos, ser aplicada multa.

Se a testemunha não tiver condições de ir na delegacia pode entrar em contato pelo email exclusivo para denúncias: denuncias.dcat@pc.mr.gov.br.

Direto das Ruas – A sugestão de reportagem chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão. 

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/tHLJI
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo