fbpx
Três Lagoas

Agronegócio e casal de produtores inauguram o primeiro biodigestor artesanal criado pelo programa ‘Amigos do Campo’

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Imagine você tendo matéria prima, equipamentos e sua própria geradora de gás e fertilizante no quintal de casa! Essa ideia já está sendo desenvolvida e aplicada nas propriedades dos pequenos produtores rurais da região de Três Lagoas.

O Departamento de Agronegócio e Desenvolvimento Rural da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA) fortaleceu o projeto experimental do casal Edinaldo e Ilda Lima e pôs para funcionar o primeiro biodigestor artesanal a ser atendido pelo Departamento na zona rural do Município.

Moradores do Assentamento Palmeira, na região do Distrito de Arapuá, Edinaldo e Ilda contam que tiveram a ideia após assistir na internet a montagem de um biodigestor. “Achei muito interessante e vantajoso este equipamento, principalmente por utilizar matéria prima que temos no sítio. Custo muito baixo e economia para o nosso bolso”, disse seu Edinaldo.

Imagens: Divulgação

O projeto começou a tomar forma após as visitas técnicas da equipe do Programa Amigo do Campo. O técnico agrícola da SEMEA, Ailson Menezes, abraçou a ideia e incentivou o casal na criação do equipamento. “A maioria dos materiais eles já tinham em casa e assim que compraram tudo que é necessário, iniciamos a montagem e instalação do biodigestor”, disse.

Fizemos toda a orientação do funcionamento e abastecimento e, após o prazo experimental, eles produzem o próprio gás de cozinha e biofertilizante para pastagem, horta e jardim”, explicou.

O QUE É O BIODIGESTOR?

O biodigestor artesanal é utilizado em propriedades rurais, exatamente pela matéria prima encontrada no próprio pasto para gerar gás e fertilizante para auxiliar na lavoura, produção de hortifrútis e pastagem, no caso do sítio de Edinaldo e Ilda.

Utilizando apenas água e esterco (feses) de vaca, esses dois ingredientes são colocados num tanque cavado ou caixa instalada no chão e tampados. Essa supressão resulta na produção e separação do gás e do fertilizante em forma líquida a partir do esterco. A mistura separada cai em outra caixa e dali, é bombeada para a irrigação da horta e do pasto, dando uma qualidade 100% natural aos alimentos e pastagem.

Imagens: Divulgação

Através de mangueiras, o gás passa por um galão d’água que funciona como um filtro para retirar impurezas. Após isso, é enviado e armazenado em um tambor que, com auxílio de um compressor adaptado, é pressurizado. Tendo o volume ideal, já pode ser utilizado no fogão de cozinha.

ECONOMIA E PRODUTIVIDADE

A satisfação do casal é notável. Dona Ilda produz óleos de alecrim, coco, babosa e outros naturais. Como o processamento destes produtos é feito sobre o fogo, com o biodigestor a economia foi total.

“Entre a fabricação dos óleos e meu consumo pessoal, eu utilizava um botijão de gás por mês. Desde quando iniciamos a experiência, já tivemos economia de dois botijões e o rendimento me fez aumentar minha produção. A horta também teve uma boa diferença no crescimento e qualidade das verduras, que também aumenta a satisfação dos clientes”, expressou dona Ilda.

AMIGO DO CAMPO

A diretora de agronegócio, Amanda Pivotto, comentou sobre o sucesso do experimento e a inclusão deste apoio técnico ao programa “Amigos do Campo”. “Ficamos muito felizes quando nossas ações em prol do pequeno produtor rural surtem efeito positivo. Este projeto de biodigestor artesanal demonstra que ideias simples e sustentáveis fazem a diferença no dia a dia e na produção rural. O serviço de orientação e apoio técnico já está elencado no programa Amigos do Campo e à disposição dos pequenos produtores da nossa região”, fomentou.

Para o secretário da pasta, Celso Yamaguti, esta é uma conquista que fará um diferencial na cadeia produtiva do Município. “Assim como os serviços prestados pela Patrulha Mecanizada, o Amigos do Campo tem dado suporte importante aos sitiantes. O prefeito Angelo Guerreiro levanta a bandeira da expansão do agronegócio de Três Lagoas, oferecendo todo apoio para quem vive da terra. Este é um projeto inovador que vem para implantar qualidade, economia e inovação na agricultura familiar local”, concluiu.

SERVIÇO

O Programa “Amigos do Campo” auxilia o pequeno produtor rural com equipe profissional e técnica e presta apoio gratuitamente em: mochação, castração e descorna de bovinos, vermifugação, vacinação de brucelose, carbúnculo e febre aftosa, apoio técnico em horta, pastagem e controle de pragas. Para ter o apoio, o pequeno produtor pode entrar em contato pelo número (67) 3929-9665 ou indo até a SEMEA, localizada na Rua Munir Thomé, 959 – Centro.



Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios