fbpx

‘A vida continua’: Em vídeo, subtenente do Bope ferido a tiros de fuzil agradece carinho

Em vídeo que circula nas redes sociais, o subtenente Carlos Alberto Aragaki, 45 anos, agradece carinho e boas vibrações dos amigos e pessoas que o acompanham. “A vida continua”, diz otimista um dia após sofrer ferimentos a tiros de fuzil durante uma ocorrência na fronteira com o Paraguai.

“Vai ficar uma sequelinha, mas isso a gente vai tirar de letra”, diz o militar. Ele agradece o carinho e as boas vibrações e diz que a vida continua. O policial ainda lembra de um grave acidente que sofreu há algum tempo e que este foi seu “segundo teste”.

“Saudades, vamos daqui um tempo marcar alguma coisa, tomar uma cerveja”, diz no vídeo encaminhado aos amigos e colegas de farda. O policial segue internado na Santa Casa de Campo Grande, após passar por cirurgia de amputação de parte da perna.

Polícia busca autores

A polícia identificou os membros da quadrilha de traficantes que, durante uma troca de tiros, acabou ferindo o subtenente. Foram identificados os criminosos: Bernardo Daniel, Adilson Rodrigues Gimenes, Jorge Rodrigo Montiel, Simão Pedro Lopes, Paulo Denis Martines, Walter Abel Lopes, Joelson Benites Medina.

Um disque-denúncia foi aberto para que quem tiver informações sobre os criminosos avisem a polícia, pelo telefone 181. Cerca de 250 policiais fazem uma ‘caçada’ ao bando e todas as fronteiras foram fechadas.

Após o confronto entre policiais do Bope com traficantes em Antônio João, camionetes, carretas e munições foram entregues à Polícia Federal que vai ficar a cargo das investigações. A maconha pesada totalizou 917 quilos.

Depois do subtenente ser socorrido e encaminhado para um hospital de Ponta Porã, equipes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) foram ao local do confronto e lá apreenderam três camionetes: duas Hilux e uma Mitsubishi L200, além de duas carretas carregadas com maconha e mais de 30 munições Glock.

Também foram localizados celulares e notas de compras e comprovantes, tudo entregue à Polícia Federal. Os criminosos teriam fugido em direção ao Paraguai. O confronto aconteceu quando os policiais fizeram uma ‘infiltração’ na mata onde uma das carretas estava sendo carregada com a maconha. Os criminosos atiraram contra o subtenente que foi ferido nas pernas e teve uma delas amputada parcialmente.

Fonte

A URL curta deste artigo é: https://notadiaria.com.br/m0FCt
Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desativar seu adblock para continuar!