fbpx
Ciência e tecnologia

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Timothy Sheahan, l
Timothy Sheahan, lder do estudo norte-americano: uso de medicamento desenvolvido para tratar o ebola (foto: Mary Lide Parker/Divulgao)

Cientistas seguem na busca por estratgias que possam combater a Covid-19, e uma das mais estudadas o uso de antivirais. Dois novos projetos, conduzidos por cientistas americanos e brasileiros, tm apresentado efeitos promissores em clulas humanas infectadas pelo Sars-Cov-2. Os resultados foram publicados, respectivamente, na ltima edio da revista Science Translational Medicine e na plataforma BiorXiv.

Os autores do estudo americano explicam que o medicamento EIDD-2801 semelhante ao remdesivir, um antiviral desenvolvido para tratar ebola e que j se mostrou promissor no combate ao novo coronavrus em outras anlises cientficas. Agora, a equipe testou primeiro a forma ativa do EIDD-2801 contra Sars-Cov-2 e o vrus Mers em linhagens de clulas epiteliais pulmonares cultivadas in vitro. Logo em seguida, a ao do medicamento foi observada contra o vrus da Covid-19, o da Mers e o da Sars em clulas epiteliais primrias das vias areas humanas. Em todas as anlises, os resultados foram positivos. Segundo os cientistas, o medicamento inibiu a replicao viral, evitando efeitos txicos nas clulas cultivadas.

Em uma segunda etapa, os investigadores administraram o EIDD-2801 por via oral em camundongos antes ou at 48 horas aps a infeco pelos vrus da Sars e da sndrome respiratria do Oriente Mdio (Mers), constatando que a droga melhorou  a funo pulmonar, reduziu a carga viral e impediu a perda de peso nos camundongos infectados. “Quando administrado como tratamento 12 ou 24 horas aps o incio da infeco, o EIDD-2801 pode reduzir o grau de dano pulmonar e perda de peso em camundongos. Esperamos que essa janela de oportunidade seja mais longa em humanos, porque o perodo entre o incio dessa doena e a morte geralmente prolongado em humanos, em comparao com ratos”, escreveram.

Os pesquisadores tambm destacam que a droga pode oferecer vrias vantagens teraputicas sobre outros medicamentos em teste. Isso porque, diferentemente do remdesivir, por exemplo, ela no precisa ser administrada por via intravenosa. “O EIDD-2801 um medicamento oral que pode ser administrado em casa, logo aps o diagnstico”, destacou, em comunicado, Timothy Sheahan, principal autor do estudo e pesquisador da Escola de Sade Pblica Global da UNC-Chapel Hill Gillings, nos Estados Unidos. A facilidade favorece o tratamento de pacientes menos doentes ou na profilaxia — por exemplo, em um lar de idosos em que muitas pessoas foram expostas, mas no esto doentes.

Anlise comparativa

Werciley Junior, infectologista e  chefe da Comisso de Controle de Infeco Hospitalar do Hospital Santa Lcia, em Braslia, ressalta que os antivirais focam em uma estratgia diferente de outros medicamentos testados para a Covid-19. “A doena ocorre em uma srie de fases, uma delas a multiplicao do vrus. nela que esses remdios querem agir, impedindo a replicao no organismo. J outras drogas, como a cloroquina, do foco na inflamao provocada pela enfermidade, tentando diminu-la”, explicou.

O mdico ressalta que o estudo segue uma linha comum, que testar o poder dos antivirais no combate Covid-19, mas precisa de mais anlises. “Esse um estudo comparativo, feito com vrus semelhantes, e que mostrou potencial com a reduo da carga viral, mas preciso ser testado tambm em humanos”, ponderou. “Precisamos ver se esses efeitos vo alm do laboratrio.”

Os cientistas  destacaram, no estudo, que pretendem realizar testes clnicos o mais rpido possvel.  “Em tempos normais, o teste em primatas no humanos seria o prximo passo bvio. Como no so tempos normais, isso pode ser ignorado e avaliado sob uso compassivo e em ensaios clnicos estabelecidos em humanos. O objetivo atacar diretamente o vrus, diminuir os sintomas, reduzir a patognese e salvar vidas”, detalhou Timothy Sheahan.

Fonte

Mostrar mais

Redação

INFORMAÇÕES DE CONTATO --- Ligar (67) 99257-2652 --- m.me/NotaDiariabr --- contato@notadiaria.com.br --- https://notadiaria.com.br/

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios